Trabalho no mundo globalizado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5365 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A organização do trabalho
Introdução
A organização do trabalho retrata a concepção da empresa e determina os procedimentos necessários para o seu desenvolvimento. Ou seja, o modelo de gerenciamento do trabalho é aqui considerado como recurso fundamental para a consecução do processo produtivo. Na maioria das vezes, a
concepção predominante é obter alta produtividade com o menor número detrabalhadores, sem levar
em conta os limites do trabalhador.
Na prática, isso representa jornadas prolongadas sem pausas, nem ao menos para necessidades
fisiológicas; pressão de chefias para atingir metas de produtividade; autoritarismo; controle rígido de
produção, sem considerar as diversidades; punições exageradas; diminuição do contingente de trabalhadores; horas extras freqüentes.
É,portanto, fundamental ressaltar a responsabilidade das empresas em seu papel social, sendo,
pois, seu dever, zelar pela saúde dos trabalhadores, como parte das políticas de Gestão de Recursos
Humanos e não tratar o trabalhador como um bem descartável e perecível que é trocado ao primeiro
sinal de fadiga.

As transformações do trabalho em um mundo globalizado
As últimas décadas têm sido pródigas emreferências e análises que tentam descrever e explicar
as dramáticas transformações que vêm ocorrendo na realidade do trabalho.
As explicações sobre essa realidade e a avaliação de suas implicações sociais, como seria de esperar, não alcançaram consensos, ao contrário, resultaram em conclusões pautadas por divergências, polêmicas e controvérsias, em que perspectivas otimistas confrontaram-se comperspectivas pessimistas.
Tais posições, isoladamente, mostram-se, hoje, infundadas. Na verdade, as descontinuidades históricas
colocam-nos diante de alternativas que devem ser exploradas em suas potencialidades.

200

|

Estratégia Empresarial e de Recursos Humanos

É verdade que a realidade apresenta-se preocupante: altas taxas de desemprego, presença do desemprego estrutural,intensificação do ritmo de trabalho, crescimento do trabalho temporário e de tempo parcial, polarização em termos de qualificação e, para os que permanecem no emprego, a chamada
“síndrome dos sobreviventes”, angústia e medo, sentimentos que acompanham os não demitidos.
Entretanto, as novas tecnologias podem ser exploradas em suas dimensões positivas como
na eliminação das funções rotineiras,repetitivas e degradantes, fonte de doenças e de insatisfação,
tanto na esfera do trabalho fabril quanto na esfera dos serviços; ou como na realização de um trabalho polivalente, multifuncional, favorecendo a utilização do pensamento abstrato, permitindo uma
maior interação do trabalhador com a máquina, já que o trabalho informático supõe essa interação.
Sobretudo, haveria a possibilidade de reduzirainda mais o tempo de trabalho necessário ao ganho
para sobrevivência.
No decorrer desse processo de mudanças guiado pelas inovações tecnológicas e pela chamada
globalização, parece ter se consolidado a crença de que tais fenômenos vieram para ficar, que seus efeitos são cumulativos e tendem a configurar uma nova dinâmica social, ainda que ajustes venham a ser
feitos e que algumas realidades,hoje observadas, possam ser modificadas.

O significado do trabalho
Dentro do chamado modo de produção, é importante salientar que o trabalho é designado como
uma atividade que altera o estado natural das pessoas, transformando-as para melhor satisfazer suas
necessidades, podendo ser visto como um processo através do qual o homem produz coisas necessárias à sua existência, através datransformação da natureza.
Por sua vez, o processo de trabalho é entendido como o resultado da combinação do objeto, dos meios, da força e do
produto do trabalho. O objeto é a matéria com que se trabalha. [...] Os meios de trabalho são os instrumentos que o
homem utiliza. [...] A força de trabalho é a energia humana empregada no processo de transformação. [...] O produto é
o valor de uso. (SANTOS, 1989...
tracking img