Trabalho interdiciplinar unopar segundo semestre individual

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1407 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]






















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3
2 DESENVOLVIMENTO 4
3 INSPEÇÃO DE SOFTWARE, TESTABILIDADE E VALIDAÇÃO. 5

3.1 ABORDAGEM AO PROCESSO DE INSPEÇÃO DE SOFTWARE 5

3.2 VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO DE SOFTWARE 6

3.3TESTABILIDADE DE SOFTWARE 8
4 ESCOLHA DO SGDB 9
5 ESCOLHA DA LINGUAGEM DE DESENVOLVIMENTO. 10
6 ESCOLHA DO MODELO PARA DESENVOLVIMENTO 11
7 CONCLUSÃO 12
ANEXO A – CASO DE USO “LOCADORA DE LIVROS” 16


INTRODUÇÃO

Os tópicos descritos no decorrer destas páginas são de extrema importância para o profissional de Sistemas do mundo atual, nele abordaremos assuntos sobre Inspeção,Verificação, Testabilidade de Software, SGDB’s, e Modelos de Desenvolvimento.





DESENVOLVIMENTO

Gostaria de deixar claro que o assunto abordado neste documento possui fins didáticos e mostram um ponto de vista universitário.

Entretanto, os tópicos trabalhados abaixo estão apoiados em materiais disponibilizados pela faculdade UNOPAR no ano de 2012.INSPEÇÃO DE SOFTWARE, TESTABILIDADE E VALIDAÇÃO.




1 ABORDAGEM AO PROCESSO DE INSPEÇÃO DE SOFTWARE

Quando falamos sobre o processo inspeção de software o que deve nos vir a cabeça é GQS ou Garantia de Qualidade de Software, isso condiz com redução de custo e ganho de agilidade. O processo de inspeção de software foi descrito primeiramente por MichaelFagan[1986], contendo seis fases: Planejamento, Apresentação, Preparação, Reunião de Inspeção, Retrabalho e Acompanhamento.


- Apresentação:
É o primeiro contato com o material a ser inspecionado, nesta fase o grupo de envolvidos fica sabendo sobre os detalhes essenciais que deveram ser inspecionados.


- Preparação:
Nesta etapa os integrantes do grupo de inspeçãopreparam-se para começar com o processo, onde geralmente divisões e delegações são discutidas.


- Reunião de Inspeção:
Fase onde os defeitos são encontrados, discutidos e também categorizados.

- Retrabalho:
Nesta fase o autor do software deve corrigir as falhas encontradas pelo time de inspeção.
- Acompanhamento
Na fase de acompanhamento a verificação do problemarelatado pelo time ao autor é feita, também neste momento o time deve verificar se um novo problema foi gerado pela alteração do autor, afim não permitir que o sistema passe desta fase com qualquer tipo de falha.


A inspeção pode ser executada ao termino de cada fase de desenvolvimento do software.
Uma técnica muito usada para inspeção de software é a ‘técnica de leitura’que consiste basicamente em seguir um conjunto de instruções (plano de testes, especificação de requisitos ou mesmo o código) passadas ao leitor informando-o de como ler e o que se deve olhar em um produto de software.
Para realizar a inspeção podemos utilizar ferramentas de apoio, que buscam automatizar e facilitar em quatro principais aspectos: Manipulação de Documentos, PreparaçãoIndividual, Reuniões de Apoio e Coleta de Dados.
Mesmo com o suporte de ferramentas de apoio os formulários (eletrônicos ou não) são indicados e são comumente usados, posteriormente deixando suas informações preciosas em um banco de dados para análise manual.
Ferramentas como ICICLE, CSI, Scrutiny, InspeQ, CSRS, PBR, ISPIS e COTEST são conhecidas no mercado, o uso deferramentas possuem vantagem e desvantagens.


2 VERIFICAÇÃO E VALIDAÇÃO DE SOFTWARE

Entendemos por Verificação e Validação processos que nos permitem diminuir riscos para entrega de um produto de software.
Todas as indústrias que estão sujeitas à BPF – Boas Práticas de Fabricação (ANVISA) precisam realizar a validação de seus softwares, isso resulta em redução de...
tracking img