Trabalho escravo na atualidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3071 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIC – UNIVERSIDADE DE CUIABÁ














INICIAÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA
João Edison





Bernardina Deotada Gonçalves
Fabiana Nascimento Souza
Iandri Lotufo Pulchério
José Sandes Adelino
Matheus Henrique Mendonça de Assis
Renan Cruz Marques
Winnye Roberta Lara

2º Semestre Turma BN
Sala: 312



Cuiabá-MT
2011"Se a escravidão não é crime, não há crimes."
(Abraham Lincoln)
Sumário

Introdução...................................................................................................4

Trabalho Escravo – Triste Realidade..........................................................5

Dos DireitosHumanos......................................................................6
Da Constituição Federal....................................................................7

Fatores que Contribuem para a Prática de Trabalho Escravo.....................8

Alojamento....................................................................................................9Saúde...........................................................................................................10
Saneamento................................................................................................10
Alimentação.................................................................................................11
Maus Tratos e Violência..............................................................................11

Secretaria dos Direitos Humanos no Combate ao TrabalhoEscravo.........12

Conclusão....................................................................................................13

Bibliografia....................................................................................................14


















Introdução


































TRABALHO ESCRAVO - TRISTEREALIDADE

  
O Trabalho Escravo continua sendo um tema de sérios questionamentos para a Justiça Trabalhista Brasileira. Quando se fala em trabalho escravo, se verifica a afronta direta aos princípios e às garantias individuais previstos tanto na Declaração Universal dos Direitos Humanos quanto na Constituição Federal.

O trabalho escravo não é uma exclusividade de países em desenvolvimento, depaíses pobres, ele existe em todas as economias do mundo, em todas as regiões e apresentando as mais diversas formas.

O Brasil foi um dos primeiros países perante a OIT (Organização Internacional do Trabalho), a reconhecer o problema. E criou desde 95 o grupo móvel de fiscalização, formado por fiscais, procuradores do trabalho e policiais federais e atende denúncias em todo o país.
 
A grandediferenciação e o grande salto, em termos de qualidade que o Brasil teve nestes últimos anos, primeiro foi a constituição de uma comissão, que é a Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo, que traçou um plano, uma estratégia para atuar frente a este problema.
 
A comissão é constituída por associação de juízes federais e do trabalho, procuradores da República e do Trabalho, a Organizaçãodos Advogados do Brasil - OAB, a Organização Internacional do Trabalho - OIT, a Comissão Pastoral da Terra - CPT.
 
O trabalho forçado se caracteriza quando o empregador, usando de ameaça, mantém os empregados em sua propriedade, e lhes vende produtos (alimentos e vestuários) por preços elevados.
 
Normalmente estes empregados são aliciados através dos "gatos", em locais distantes daquele emque prestam os serviços, muitas vezes em outros Estados brasileiros como o Nordeste, o Pará e Tocantins, e são levados a milhares de quilômetros de distância, em fazendas principalmente no Pará, Matogrosso e Maranhão.
 
O chamado "Gato” é a pessoa que atrai o trabalhador para exercer funções em outras localidades, com falsas promessas de excelentes salários e acomodações. Ele intermedia a...
tracking img