Trabalho em equipe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2608 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TÍTULO:
O COMPLEXO DE ÉDIPO E SUAS IMPLICAÇÕES: Uma releitura sobre a dissolução da conflitiva
edípica por Sigmund Freud.
ÁREA DE CONHECIMENTO

SUB-ÁREA DE CONHECIMENTO

7.07.00.00-1 Psicologia

7.07.01.01-6 - História, Teorias e Sistemas em Psicologia

ACADÊMICO:

ORIENTADOR: (Colaboradora)

ROBERTO AUGUSTO BOM

MSc. DAISY DOMINGUES

1 JUSTIFICATIVA:
Segundo Sigmund Freud (oconceito foi descrito e recebeu a designação de
complexo por Carl Jung), o Complexo de Édipo verifica-se quando o sugeito atinge o
período sexual fálico na segunda infância e dá-se então conta da diferença de sexos,
tendendo a fixar a sua atenção libidinosa nas pessoas do sexo oposto no ambiente
familiar.
Freud baseou-se na tragédia de Sófocles, Édipo-Rei, chamando complexo de
Édipo àpreferência velada do filho pela mãe, acompanhada de uma aversão clara pelo
pai. Na peça (e na mitologia grega), Édipo matou seu pai Laio e desposou a própria
mãe, Jocasta. Após descobrir que Jocasta era sua mãe, Édipo fura os seus olhos e
Jocasta comete suicídio.
O complexo de Édipo é uma referência à ameaça de castração ocasionada pela
destruição da organização genital fálica da criança,radicada na psicodinâmica libinal,
que tem como pano de fundo, as experiências lidinais que se iniciam na retirada do seio
materno. Importante notar, que a libido é uma energia sexual, mas não se constitui
apenas na prática sexual e sim, nos investimentos que o indivíduo faz para obtenção do
prazer. Sendo assim, este trabalho objetiva resgatar os estudos de Sigmund Freud
sobre a dissolução daconflitiva edípica, identificando a função desta na constituição do
sujeito.
No meio acadêmico se torna de intensa relevância no que diz respeito á
contribuição acerca de mais informações sobre psicologia psicanalítica, pois abordagem
esta que costuma ser pouco explorada ao longo da vida acadêmica na universidade. O
trabalho também dispõe de uma gama de referências a serem pesquisadas paradirecionar a busca do acadêmico sobre o assunto.
Pensar no ser humano como movimento energético nos remete a repensar as
formas de estudá-lo e compreendê-lo em seu todo, como por exemplo, em se tratando
sobre a origem de doenças biológicas ou psíquicas, em suas relações de trabalho, de
amor e de amizade. Assim, acredita-se também, que este trabalho possa contribuir
com o conhecimento científico nosentido de enriquecer as pesquisas já existentes
sobre o referido tema.

2 OBJETIVOS:
2.1 Objetivos Gerais:


Investigar como Sigmund Freud elabora a teoria do Complexo de Édipo.

2.2 Objetivos Específicos:


Levantar nas obras completas de Sigmund Freud como ele elabora o complexo
de Édipo.



Articular a tragédia mitológica de Édipo Rei, por Sófocles, com o surgimentoteórico do Complexo de Édipo, por Sigmund Freud.



Identificar o Complexo de Édipo nas obras de autores que abordam o tema
baseados na teoria freudiana.

3 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA:
Segundo Kusnetzoff (1982), em uma analogia feita por Sigmund Freud ao mito
Édipo Rei, de Sófocles, Freud atribui o nome Complexo de Édipo a uma estrutura, uma
organização central e alicerçadora da personalidadehumana, sendo este, o conceito
central da psicanálise, o qual é considerado o módulo nuclear estruturante do
psiquismo e é a referência conceitual que baseia a identidade do psicanalista. Essa
obra de Sófocles serviu a Freud como modelo instrumental e explicativo do conflito
básico do ser humano. A triangulação existente entre Pai, Mãe e o ser humano advindo
destes, constitui o âmago essencial doconflito humano. Esta conflitiva edipiana eclode
entre os três e os cinco anos de idade, constituída por manifestações tanto afetivas
como objetivas. A origem desta problemática está na complexa relação existente entre
a criança e seus pais desde seu nascimento. Será a partir do Édipo que o sujeito irá
estruturar e organizar o seu vira-ser, sobretudo em torno da diferenciação entre os...
tracking img