Trabalho de campo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1292 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Territórios Negros em Porto Alegre

Saída de campo realizada dia 28 de abril de 2012 com a turma de Pós-graduação em História e Cultura Afro-brasileira , Pesquisa e realidade Histórica.

O objetivo do trabalho era o de fazermos o percurso dos territórios negros de Porto Alegre sob a visão de professores com seus alunos em um trabalho de pesquisa de campo com a interdisciplinaridadeenvolvendo não somente a matéria de história, mas todas as outras quanto possíveis de se somarem ao projeto.

Essa pesquisa de campo nos levou a olhar para o passado, onde a presença negra nas ruas de Porto Alegre possui uma relação de socialidades ligadas aos percursos que esses negros faziam pelas ruas e regiões da cidade.

Nos séculos XVIII e XIX era comum que os negros exercessem relações decomunicação e prática de sua cultura próxima às fontes de água. Em razão de ser parte de suas funções o abastecimento de água potável das residências.

O Largo ou Praça da Quitanda, onde hoje se localiza a Praça da Alfândega era também um ponto de encontro, em especial de escravos de ganho. Havia circuitos ligados a casas de batuque, como o do candomblé da mãe Rita, e em regiões no Largo do Paraíso,próximo da localização do Mercado Público. Este prédio é onde ainda ocorre o ritual de consagração à Bará, conhecido como Tradição Bará do Mercado.

Continuando a percorrer o centro de Porto Alegre, sabemos dos negros de ganho ou escravos de ganho, que trabalhavam para sustentar seus senhores, vamos ao local de tortura dos escravos e seus descendentes, o Pelourinho, em frente à igreja NossaSenhora das Dores.

Mais ao sul, chamada hoje em dia de Praça Brigadeiro Sampaio, chegamos ao local onde os negros sentenciados e condenados à morte eram enforcados: o Largo da Forca, lugar escolhido para a construção do "Tambor", o primeiro marco escultural do Museu de Percurso do Negro em Porto Alegre.

Um pouco da história deles locais de presença negra em Porto Alegre:



LARGO DAQUITANDA - Praça da Alfândega, em frente ao atual Clube do Comércio, na Rua dos Andradas, antiga Rua Praia, espaço respectivo à antiga Alfândega, que foi demolida, entre a Rua dos Andradas e a antiga Praça do Comércio, território público das negras quitandeiras, comerciantes; negras e negros como escravos domésticos; negros e negras que trabalhavam como escravos de aluguel ou de ganho; negrostrabalhadores como embarcados, no antigo cais do porto, junto à Rua da Praia e cuja área, atualmente, está aterrada. Havia a presença de negros aguadeiros, boleeiros, acendedores de lampião, carregadores de volumes, cabungos ou tigres, carpinteiros, pintores, pedreiros, cozinheiros e outros.


PELOURINHO - Em frente à Igreja Nossa Senhora das Dores, na Rua dos Andradas, era local de suplício, detortura, e de injustiça para com muitos africanos e seus descendentes escravizados.



LARGO DA FORCA - Praça Brigadeiro Sampaio, antiga Praça da Harmonia, próximo à antiga Praia do Arsenal. Local onde muitos negros africanos e seus descendentes foram condenados à pena de morte, por meio do enforcamento. Muitos deles foram injustamente mortos ou “assassinados”, por conta de acusaçõesinjustas ou levianas.



CAIS E DOCAS DO ANCORADOURO E TRAPICHE ANTIGOS – Praça da Alfândega, entre antiga Alfândega em frente ao atual Clube do Comércio e a antiga Praça do Comércio, junto ao ancoradouro antigo, que ficava em frente ao atual Memorial do Estado do Rio Grande do Sul. Espaço de atuação dos escravos marítimos, trabalhadores do comércio fluvial, que monopolizava a economia da época. Arede de solidariedade entre estes escravos permitiu a consolidação das rotas de fuga dos negros africanos e de seus descendentes, seja em direção da capital para o interior ou deste para a capital.


ESQUINA DEMOCRÁTICA – A ESQUINA DO ZAIRE - Esquina entre a Rua dos Andradas e a Avenida Borges de Medeiros, antiga Rua do Poço. É o espaço de afirmação da cultura afro-brasileira, por meio do...
tracking img