Trabalho chatto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3020 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Autor (es)
Angélica Rodrigues Ozório Ra: 290102
Solange da Silva Ra: 288561

INFLUÊNCIAS DA INFÂNCIA DO PASSADO AOS DIAS ATUAIS

Desafio de aprendizagem da Disciplina de Fundamentos Filosóficos da Educação do Curso de (nome do curso a que os acadêmicos do grupo pertencem: Pedagogia ou Letras) da Universidade Anhaguera-Uniderp.

Corumbá
2011

A construção histórico-filosófica doconceito de infância
Os pais de antigamente queriam ver os filhos trabalhando ainda crianças. O estudo ficava em segundo plano. Os pais de hoje preferem ver os filhos só estudando, porque trabalhar é assunto para só depois da faculdade – se tiver emprego, é claro. Hoje a lei proíbe o trabalho de menores de idade.
Os pais de antigamente achavam que os filhos tinham que crescer logo para se virar navida, que era considerada dura e cheia de desafios. Os pais de hoje gostariam que os filhos não crescessem. Crescer pra quê? Para morarem sozinhos, trabalhar, pagar as contas, fazer compras no supermercado, providenciar alguém para lavar a roupa, cozinhar, arrumar a casa! Casados terão filhos... Para os avós cuidarem. Teriam mais responsabilidade e preocupação! Pra que casar se eles podem namorar noshopping, no carro, em casa, até no quarto de dormir. Podem chegar a hora que quiserem da madrugada! Em casa o (a) filho (a) tem comida e roupa lavada, pra quê ir a luta? Em casa não precisarão arrumar o quarto, nem recolocar as coisas no lugar, nem ajudar os pais a descarregar as compras, nem ajudar a mãe na cozinha. Então, por que virar adulto? Para ser responsável e ter que encarar a vida tãoperigosa e incerta lá fora?
Resgatar os acontecimentos históricos da infância de diversas épocas da história, e com um vasto contexto social e cultural, junto a diferentes documentos pesquisados, faz com que testemunhemos o resultado do papel da criança na sociedade. Reis, padres, professores, pais, mães, vizinhos, gente rica, gente pobre, indígenas, colonos são representantes da construção dainfância no passado e dos dias atuais.
A história da criança é construída através do ponto de vista de um adulto, pois ela não tem autonomia para tal... A infância infelizmente não acontece da mesma forma para todas as crianças as histórias se diversificam a cada experiência. E isso acontece desde o início do processo de educação no Brasil.
A aparição da infância ocorreu em torno do século XIIIe XIV, mas os sinais de sua evolução tornaram-se claras e evidentes, no continente europeu, entre os séculos XVI e XVII no momento em que a estrutura social vigente (Mercantilismo) provocou uma alteração nos sentimentos e nas relações frente à infância (CARVALHO, 2003, p. 47).
A partir dessa pequena introdução ratificaremos que sociedade cria seu padrão de personalidade é ela quem julga, mas évocê que tem o objetivo de Buscar sua ênfase nela, não importa se você é pobre ou rico, feio ou bonito se é uma pessoa mal humorada, se é gorda ou magra, nada disso é motivo de pessoas ficarem desprezível e não ter um sentido da vida.

São todos movidos, ao mesmo tempo, pelo desejo de mudança de autotransformação e de transformação do mundo em redor e pelo terror da desorientação e dadesintegração, o terror da vida que se desfaz em pedaços. Todos conhecem a vertigem e o terror de um mundo no qual “tudo que é sólido se desmancha no ar” (BERMAN, 1987, p. 13).
Para iniciar nossa trajetória ao passado, podemos inferir que as referências históricas sobre a família obtidas em nossos dias, materializadas pela existência de pinturas, antigos diários de família, testamentos, documentoseclesiásticos e túmulos, constituem-se numa valiosa fonte de pesquisa para os estudos da sociedade, deixando um legado de impressões e vestígios úteis para a posteridade, auxiliando no desvelamento dos acontecimentos ocorridos no passado. Considerando tais fontes documentais portadoras de informações e de significados não encontramos, até por volta do século XII, registros representando a infância....
tracking img