Trabalho adam smith

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1158 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal do Rio de Janeiro
Instituto de Economia

Trabalho de Introdução às Ciências Sociais

Professora: Leonarda Musumeci
Dupla: Alan Rockert e Hugo Araujo Saramago
Data de entrega: 17/07/2011

Questão 1. Explique a seguinte afirmativa no contexto da obra de Adam Smith: “Não é da benevolência do açougueiro, do cervejeiro ou do padeiro que esperamos nosso jantar, mas daconsideração que eles têm pelo seu próprio interesse” (A Riqueza das Nações, capítulo 2).
Ao construir essa afirmativa, Smith rompe com a idéia presente em alguns ramos da filosofia política, de que características humanas, tais como o egoísmo e a auto-preservação levariam a sociedade a um estado de caos e desordem. Para Smith, muito pelo contrário, tais características edificariam a ordem, uma vezque ao buscarem satisfazer suas necessidades pessoais a sociedade gera riqueza para todos, já que o homem é um animal racional e dotado de fala, e portanto propenso às trocas.
Essa idéia tem forte relação com o momento pelo qual passava a sociedade européia, que buscava teorias que justificassem o individualismo, característica marcante da burguesia nascente. Afirmando que o individualismo e oegoísmo acabariam por levar a sociedade à ordem, Smith também estabelece uma das principais idéias que norteariam os rumos da ciência econômica até os dias de hoje.
Dessa forma, a frase busca estabelecer um nova forma de conceber o funcionamento das atividades humanas, eliminando a necessidade de existir “benevolência” entre os homens e assumindo que a defesa do próprio interesse seria condiçãosuficiente para o estabelecimento e a manutenção da ordem social.

Questão 2. O regime político que Montesquieu define como república democrática e o contrato social proposto por Rousseau seriam viáveis com uma população composta de indivíduos egoístas, voltados para o enriquecimento pessoal, como a que Adam Smith descreve? Por quê?
No caso da república democrática de Montesquieu, as idéiasde Smith não se encaixariam, uma vez que essa forma de governo é baseada na “virtude cívica”, que segundo Montesquieu seria, entre outras qualidades, a capacidade do indivíduo de colocar o bem público acima do bem privado. Essa visão não é compatível com a de Smith, que não vê incompatibilidade entre o egoísmo do ser humano e um modelo econômico e social de natureza liberal.
No caso do contratosocial rousseauniano também seria difícil uma correlação com as idéias de Smith, já que para a existência do contrato seria necessária a alienação total da posse dos indivíduos sobre seus bens, com o objetivo de que o contrato possa ser elaborado num clima de igualdade. É pouco provável portanto que indivíduos egoístas e voltados para o enriquecimento pessoal estejam dispostas a, de formavoluntário e altruísta, se disporem de suas posses para que o novo contrato se forme da forma que Rousseau caracterizaria como legítima.

Questão 3. Thomas Hobbes dizia que o “lucro” (desejo de possuir bens), a “honra” (desejo de reconhecimento) e a “segurança” (desejo de autopreservação) são os três principais motivos de conflitos e guerras entre os seres humanos. Já Adam Smith afirma que esses trêsdesejos não conduzem necessariamente ao conflito, podendo até, em certas condições, ser o fundamento da ordem e da paz na sociedade. Explique por quê.
Diferentemente de Hobbes que assumia que a única forma de garantir a ordem social é a existência do Estado, ao qual os indivíduos delegariam parte de sua liberdade em troca de segurança, para Smith a ordem social é fruto do mercado.
Dessa forma,mesmo que os indivíduos desejem ter cada vez mais, serem reconhecidos e se auto-preservarem, essas três forças atuariam, por meio do mecanismo das trocas, em favor da ordem social. Para Smith, a violência presente no estado de natureza hobbesiano não é uma característica inerente ao ser humano, aparecendo apenas no caso de impossibilidade do livre exercício da troca. Portanto, havendo troca, as...
tracking img