Thomas hobbes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1870 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE UNIBAN – ANHANGUERA









Acadêmico: André Luiz Fernandes










Vida e Obras do Filósofo e Cientista Thomas Hobbes
















São José, 10 de Abril de 2012.











FILÓSOFO E CIENTISTA POLITICO INGLÊS.
THOMAS HOBBES




RESUMO

Filosofo inglês do século XVII, fundador dafilosofia moral política inglesa, nasceu em Westport, Inglaterra , a 5 de abril de 1588 e morreu Hardimck Hall em 4 de dezembro de 1679.
Thomas Hobbes, filho de família pobre,o pai, um clérigo da igreja anglicana, desapareceu depois ter envolvido numa zaragata à porta de sua igreja, abandonando os seus três filhos aos cuidados de seu irmão, um bem sucedido luveiro de Malmesbry.

Hobbes,grande contratualista que mais se destacou entre os séculos XVI ao XVIII, e segundo ele , os homens viviam naturalmente, sem poder e organização, e só seria possível, tal organização mediante a contratos que estabeleceria regras de convívio social e de subordinação política.







1 INTRODUÇÃO

Este trabalho possui por escopo apresentar o pensamento captado das teorias políticas expostaspor Thomas Hobbes, levando-se em consideração, aspectos sociais e históricos que cuidam de distanciar a realidade que inspirou o pensamento político clássico europeu, nomeadamente ao longo do século VII, e a situação atual.

Para Hobbes, o estudo inicialmente se prende a apontar para o enfoque conferido por ele ao Estado enquanto entidade indispensável, concebido a partir de um acordo artificialvoltado à convivência pacífica entre os homens, sem que isso viesse a significar cerceamento total das liberdades humanas.

A análise, ainda que superficial, estende-se em direção ao estabelecimento de uma avaliação mais objetiva sobre a liberdade individual e a soberania estatal, de acordo com os argumentos filosóficos estruturados por Thomas Hobbes para a questão. Nesse sentido, serãoapresentados reflexões sobre a idéia de limitação das liberdades individuais em face da idéia de bem comum, supostamente concretizável pela “mão” do Estado.



Foram feitas considerações, propõe-se o presente trabalho, em termos conclusivos, a analisar criticamente o pensamento do filósofo.


Dado o verdadeiro ambiente de guerra que não se deixa esvair ante a intervenção da força estatal, aconclusão é no sentido de que o modelo idealizado por Hobbes, que aponta para um Estado centralizador e opressor não atende às expectativas sociais e, por conseguinte, não se prestará a reduzir os conflitos e desigualdades que assolam a realidade contemporânea.


Distorções no processo histórico de aquisição da propriedade, pressupondo-se partir de um ponto em que todos possuiriam iguais oportunidadesde uso e exploração da terra, decerto cuidaram de deturpar a idéia de que o trabalho se constituiria no único elemento capaz de converter a propriedade coletiva em privada, mormente quando se tem em foco a tradicional prática da exploração do homem pelo homem.


Com a idéia de que a causa de tudo está na diversidade do movimento, escreveu seu primeiro livro filosófico, "Uma Curta Abordagem aRespeito dos Primeiros Princípios" e começou a planejar sua trilogia: "De Corpore", demonstrando que os fenômenos físicos são explicáveis em termos de movimento (publicado em 1655); "De Homine", tratando especificamente do movimento envolvido no conhecimento e apetite humano, (1658); e "De Cive", a respeito da organização social, que seria publicado em 1642.


Suas maiores inspirações foram oshistoriadores clássicos. Seu primeiro trabalho foi a tradução da história da guerra do Poleponeso de Tucedes , Hobbes teve grande ligação em toda a sua vida pela literatura.


2 – Principais Obras


Entre tantas obras feitas por Thomas Hobbes, as que mais se destacaram foram, DE CIVE, ( condição humana com as leis naturais), DE CORPORE,( filosofia ao estudo dos corpos em movimento), e a...
tracking img