Thau

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1472 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
























RESENHA












ANA BEATRIZ SOARES DA SILVA















































BELÉM


OUTUBRO – 2012






ANA BEATRIZ SOARES DA SILVA














RESENHATrabalho apresentado ao Professor (a) Celma Chaves, da disciplina Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo I, da turma 04020, turno vespertino do curso de Arquitetura e Urbanismo.















BELÉM


OUTUBRO - 2012




1-INTRODUÇÃO


* Resenha feita do capítulo “As Várias Idades do Espaço” (capítulo 4) do livro “Saber Ver aArquitetura”, de Bruno Zevi.
















































CAPÍTULO 4- AS VÁRIAS IDADES DO ESPAÇO




A história do desenvolvimento da arquitetura se mistura com a história da civilização, com base na sua cultura espacial ou no seu gosto arquitetônico.
No processo histórico-artístico há pressupostos a se levar emconsideração:
1- Pressupostos sociais: resultados de um programa construtivo, fundamentado basicamente nas condições econômica e nos costumes.
2- Pressupostos intelectuais: inclui a coletividade, o individuo e aquilo que ele almeja dentro da sociedade, religião, mundo, etc.
3- Pressupostos técnicos: progresso nas técnicas e organizações construtivas as suas aplicações no artesanatoe na indústria.
4- O mundo figurativo e estético: o conjunto das concepções e interpretações da arte e o vocabulário figurativo que, em cada época, forma a língua de onde os poetas extraem palavras e frases para exprimir, em linguagem individual, as suas criações. Todos estes fatores, analisados no conjunto de suas relações variáveis, apresentam a cena sobre a qual nasce a arquitetura. Sãosempre os produtos da coexistência e do equilíbrio de todos os componentes de civilização em que surgem.
Após isso, analisa-se a história dos monumentos esquematicamente na seguinte classificação aproximativa:
• Análise urbanística: diferenças e características dos espaços exteriores antes e depois da construção dos monumentos.
• Análise arquitetônica: é a historia daconcepção espacial
• Análise volumétrica: é o estudo do invólucro mural que contem o espaço
• Análise dos elementos decorativos: escultura e pintura aplicadas à arquitetura
• Análise da escala são as relações dimensionais do edifício com o parâmetro humano







1. A escala humana dos gregos:
• Ignorância do espaço interior, a glória na escala humana.
•Ignorância do espaço interior: o espaço interior, nunca foi pensado, do ponto de vista criativo, porque não respondia às funções e interesses sociais. O templo grego não era concebido como a casa dos fiéis, mas como a morada impenetrável dos deuses.
• Uns consideraram a negação do espaço, e outros a exaltação da escala humana: quem investigar arquitetonicamente o templo grego buscando,sobretudo uma concepção espacial fugirá horrorizado, indicando-o como exemplar de não-arquitetura. Mas quem se aproxima do Parthenon, o admira como uma grande escultura.


2. O espaço estático da antiga Roma:
• É grandiosa na organização de seus espaços interiores
• Roma, no domínio de outras terras, absorve a arquitetura das terras conquistadas.
• Novas técnicasconstrutivas, consciência cenográfica, fecundidade inventiva faz da arquitetura romana uma enciclopédia morfológica da arquitetura.
• O espaço romano é pensado estaticamente, com escala inumana e monumental, independente do observador, demonstra o poder do império e sua superioridade, autoridade.


3. A diretriz humana do espaço cristão:
• Reuniram na igreja a escala humana dos...
tracking img