Escoamento superficial de bacias hidrograficas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2503 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CÁLCULO E ESTIMATIVAS DO ESCOAMENTO SUPERFICIAL EM BACIAS HIDROGRÁFICAS ATRAVÉS DA UTILIZAÇÃO DE GEOTECNOLOGIAS: O CASO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO JOÃO DIAS - AQUIDAUANA - MS.
1

Luciana de Oliveira,2Marcelo dos Santos Targa, 3Walkíria Lacerda Silveira de Melo, 4André Moscardo Salles Almeida Luz
1

Estudante de Geografia, UNITAU, Estagiária Divisão de Sensoriamento Remoto, INPE,SJCampos-SP, luolive@dsr.inpe.br 2 Engº Agrônomo, Prof. Dr. Departamento de Ciências Agrárias, UNITAU, Taubaté-SP, mtarga@unitau.br 3 Estudante de Geografia, UNITAU, Bolsista PIBIC/CNPQ/ INPE, São José dos Campos-SP, walkiria@dsr.inpe.com 4 Geógrafo, Colaborador da Divisão de Sensoriamento Remoto, INPE, SJCampos, moscardo@dsr.inpe.br

RESUMO: O objetivo deste trabalho foi realizar a estimativa doescoamento superficial da bacia hidrográfica do córrego João Dias, localizada no município de Aquidauana (MS) de acordo com o uso e ocupação do solo no ano de 2011. Foram realizadas estimativas prevendo os cenários de conservação e degradação na área da bacia para o ano 2020. Para delimitação da bacia foi utilizado o algoritmo, Height Above de Nearest Drainage (HAND), e para o geoprocessamento oSistema de Informações Geográficas SPRING, versão 5.1.7. A imagem utilizada no mapeamento do uso e ocupação do solo foi do satélite Landsat, sensor TM 05. O cálculo do escoamento superficial foi elaborado a partir do método Curva- Número (CN) desenvolvido pelo Serviço de Conservação do Solo (SCS) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América (USDA). Observou-se no mapeamento do uso eocupação do solo maiores áreas de pastagens, bem como a concentração da área urbana na área do exutório da bacia. Os cálculos da estimativa mostraram que se não forem aplicadas práticas conservacionistas na área da bacia, as áreas de infiltração diminuirão gradativamente gerando o aumento considerável do potencial de escoamento superficial. PALAVRAS-CHAVE: escoamento superficial, uso e ocupação dosolo, geotecnologias INTRODUÇÃO: A escassa disponibilidade hídrica, principalmente de água ideal para o consumo humano, tem se configurado numa crescente e urgente preocupação mundial (Bassoi e Guazelli, 2004). Neste contexto uma avaliação da dinâmica do uso e ocupação do solo, tendo uma bacia hidrográfica como unidade de análise, possibilita uma análise sistêmica da interação de seus diversoselementos e melhor entendimento no intuito de se estudarem práticas para minimizar impactos negativos como erosões, enchentes e inundações, geralmente provocados pelo escoamento superficial. O escoamento superficial como um dos elementos da fase terrestre do ciclo hidrológico tem início em um evento de chuva, e se efetiva quando a camada superior do solo, a vegetação e as depressões não têm maiscapacidade de interceptar a água, resultando no seu escoamento sobre a superfície (Tucci, 2000). Este trabalho analisou o escoamento superficial da bacia hidrográfica do Córrego João Dias, afluente do rio Aquidauana no município de Aquidauana (MS). De acordo com Silva (2002), a degradação da Bacia Córrego João Dias está cada vez mais evidenciada principalmente pela remoção da mata ciliar que já atingiuuma redução de 40% do total original.Para a análise do escoamento superficial foi utilizado o método Curva-Número (CN) do Serviço de Conservação do Solo (SCS) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América (USDA) e várias ferramentas de geotecnologias, como o Sistema de Informações Geográficas SPRING, e o algoritmo Height Above the Nearest Drainage (HAND), ambos desenvolvidos edisponibilizados gratuitamente pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). MATERIAL E MÉTODOS: A bacia do Córrego João Dias localiza-se na porção sul do município de Aquidauana, MS. Sua nascente situa-se no morro Santa Bárbara, ramificação da serra de Maracajú, e sua foz localiza-se no Rio Aquidauana, tributário do Pantanal. Possui uma área de 11.596 hectares e encontra-se compreendida...
tracking img