Thalles de mileto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1630 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Tales de Mileto

...Foi o primeiro a afirmar a existência de um princípio orgânico único, causa de todas as coisas que existem ,sustentando que esse princípio é a água. Essa proposta e importantíssima, como veremos logo,podendo com boa dose de razão ser qualificada como “ a primeira proposta filosófica daquilo que se costuma chamar “civilização ocidental”. (pag. 29.2)

...O princípio é“aquilo do qual derivam originariamente e no qual se ultimam todos os seres” é uma realidade que permanece idêntica no transmutar-se de suas alterações , ou seja uma realidade de que continua a existir imutada, mesmo através do processo gerador de todas as coisas... (pag. 29.3)

... O principio pode ser definido como aquilo do qual provêm, aquilo no qual se concluem e aquilo e aquilo pelo qual existem esubsistem todas as coisas.. (pag 30.1)

...Aquilo que é primário, fundamental e persistente, em oposição àquilo que é secundário é derivado e transitório... (pag. 30.2)

...“da constatação de que a nutrição de todas as coisas é úmida” de que as sementes e os germes de todas as coisas “têm natureza úmida" e de que, portanto a secagem total significa a morte... (pag. 30. 5)

...Tudo vem daágua, tudo sustenta sua vida com água e tudo acabana na água... (pag. 30.5)

...Tales baseia sua afirmação no puro raciocínio, no logos; os outros, ao contrário baseavam-se na imaginação e no mito... (pag. 30.6)

...A água de tales deve ser pensada em termos totalizantes, ou seja, como physis líquida originária da qual tudo deriva e da qual a água que bebemos é apenas uma das manifestaçõe. Talese um naturalista no sentido antigo do termo e não um naturalista no sentido moderno e contemporâneo.. (pag. 31. 1)

Anaximandro de Mileto

...O “princípio” (arché) é o infinito, ou seja, uma natureza (physis) infinita e in-definida da qual provêm todas as coisas que existem... (pag. 31.2)

...O termo que é usado por Anaximandro é o a-peiron, que significa aquilo que é privado de limites...(pag. 31.3)

...A imortalidade é o poder de sustentar e governar tudo, mas vai além, precisando de que a imortalidade do princípio deve ser tal a ponto de não apenas admitir um fim, mas tampouco um início... (pag. 32.2)

...Anaximandro pensava no fato de que o mundo é constituído de contrários, que tendem a predominar um sobre o outro (calor e frio, seco e úmido, etc.). A injustiça consistiriaprecisamente nessa predominância... (pag. 32.5)

...O tempo é visto como juiz, a medidas que estabelece um limite a cada um dos contrários, pondo fim no predomínio de um em favor de outro e vice-versa... (pag. 32.5)

...Como o mundo nasce da cisão dos contrários, nisso identifica a primeira injustiça, que deve ser expiada com a morte (o fim) do próprio mundo, que, depois, renasce aindasegundo determinada ciclos do tempo, infinitamente... (pag. 33.1)

...Assim como o principio é o infinito, também infinitos são os mundos... (pag. 33.5)

...De um movimento, que é interno, geraram-se os primeiros dois contrários, o frio e o calor; originalmente de natureza liquida, o frio teria sido em parte transformado pelo fogo calor, que formava a esfera periférica, no ar; a esfera de fogo seteria dividido em três, originando a esfera do sol, a esfera da lua e a esfera dos astros; o elemento líquido teria se recolhido às cavidades da terra, constituindo os mares... (pag. 33.6)

Anaxímenes de Mileto

...O “princípio” deve ser infinito, sim, mas que deve ser pensada como, ar infinito, substância aérea ilimitada... (pag. 34.2)

...O principio que da a vida, que é ar, se sustenta e segoverna, assim também o sopro e o ar abarcam o cosmos inteiro. (pag. 34.2)

...O ar está próximo ao incorpóreo e como nós nascemos sob o seu fluxo é necessário que ele seja infinito e rico, para ficar reduzido... (pag. 34. 2)

...O ar se presta melhor do que qualquer outro elemento às variações e transformações necessárias para fazer nascer as diversas coisas. Ao se condensar, resfria-se...
tracking img