Textos expositivos explicativos e argumentativos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3069 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O livro didático nas aulas de Língua Portuguesa:usos e des(usos)

Ana Márcia B. dos Santos, E.M.E.F “Olga Benário” SEMED Aracaju/SE,GPDEHEA/UFS. anamarcia_se@yahoo.com.br/. Carmen Regina de Carvalho Pimentel, GPEHE/UFS -SEED-SE. carmencp@universia.com.br

O presente trabalho objetiva discutir o processo de escolarização da leitura literária e a sua relação com os livros didáticos,incluindo-se nessa discussão, a articulação que tais livros promovem ou não entre fragmentos de textos, obras integrais de literatura e paradidáticos. Buscaremos referencial teórico em Brandão & Micheletti(org.),(2001), Chartier(2001),Chervel(1990), Lajolo(2001),Roxo(2000), Soares(1999), Zilberman(1993), PCN’S de Língua Portuguesa(1997),dentre outros. Analisou-se aspectos problemáticos em manuais de línguaportuguesa, além de possibilidades de utilização adequada do texto literário, nas quais se propicie aos leitores iniciantes uma vivência efetiva com a literatura, considerando sobretudo, sua característica distintiva enquanto gênero textual.Verificou-se que, dentre os exemplares analisados há equívocos quanto a: inobservância quanto às diferenças regionais, excessiva fragmentação dos textosliterários, abuso quanto ao uso de imagens em detrimento do conteúdo, etc. Palavras-chave: Leitura, práticas didáticos, ensino de literatura. de leitura literária, livros

Introdução O ensino de língua portuguesa na escola tem sido o cerne da discussão quanto aos problemas da educação no Brasil, uma vez que o mau desempenho escolar verifica-se através das dificuldades dos alunos em relação à leitura e àescrita. Os recursos didáticos, mais especificamente, o livro didático ocupa espaço fundamental no processo de escolarização dos indivíduos, uma vez que, encontram-se disseminados no meio escolar e muitas vezes constituem-se no único material dessa ordem acessível aos alunos. Conforme Lajolo & Zilberman(1996), o livro didático talvez seja uma das modalidades mais antigas de

expressão escrita,já que é uma das condições para o funcionamento da escola. Ainda segundo as mesmas autoras, o livro didático é o primopobre da literatura, texto para ler e botar fora, descartável porque anacrônico: ou ele fica superado dados os progressos da ciência a que se refere ou o estudante o abandona por avançar em sua educação. Mas embora detenha tal condição do ponto de vista comercial a situação seinverte, pois é um produto de vendabilidade garantida pelo apoio do sistema educacional. A aprovação pelo MEC via PNDL (Programa Nacional do livro didático) e a adoção pelos professores é o desejo de todas as editoras, porém a despeito de sua ampla aceitação e utilização, o livro didático nem sempre atua de forma devida equívocos e inadequações estão presentes e tornam-se particularmente maisperigosas devido ao caráter formador que exerce:
O livro didático interessa igualmente a uma história da leitura porque ele, talvez mais ostensivamente que outras formas escritas, forma o leitor. Pode não ser tão sedutor quanto as publicações destinadas à infância (livros e histórias em quadrinhos), mas sua influência é inevitável, sendo encontrado em todas as etapas da escolarização do indivíduo: écartilha, quando da alfabetização; seleta, quando da aprendizagem da tradição literária; manual, quando do conhecimento das ciências ou da profissionalização adulta, na universidade.(LAJOLO& ZILBERMAN, 1996).

No que tange ao ensino da língua portuguesa, é possível verificar a existência de textos didáticos e didatizados, os primeiros mesmo não tendo sido produzidos com finalidade pedagógica,passaram a exercer este fim devido a sua inclusão em manuais, já os últimos, são selecionados pelos professores para a utilização em suas aulas. Segundo Britto (2004), o livro didático, que muitas vezes é a única fonte de informação e atualização do professor, impõem-se como necessidade pragmática tanto para as políticas de educação quanto para os próprios agentes pedagógicos. Nesse sentido, tal...
tracking img