Tese

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 241 (60107 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Pedro Miguel Ferreira Martins Arezes

Percepção do Risco de Exposição Ocupacional ao Ruído

Tese submetida à Escola de Engenharia da Universidade do Minho para obtenção do grau de Doutor em Engenharia de Produção

Departamento de Produção e Sistemas Escola de Engenharia da Universidade do Minho Setembro de 2002

Resumo
O estudo da relação entre o trabalho e a saúde implica uma correctaidentificação dos factores ocupacionais em jogo, bem como das suas repercussões, positivas ou negativas, sobre os trabalhadores. Para tal, é indispensável a realização de estudos práticos incidindo sobre os contextos reais de trabalho, identificando nestes as principais condicionantes do risco ocupacional. Entre os vários factores de risco ocupacional tem particular importância a exposição aníveis de pressão sonora elevados, dada a sua frequência em ambientes industriais. A exposição ocupacional ao ruído tem sido bastante estudada ao longo dos anos constituindo, não obstante, uma das principais causas de doença profissional, a hipoacusia sonotraumática, a qual abrange, segundo dados oficiais, cerca de 25% dos trabalhadores com incapacidade. A exposição ao ruído tem inúmeras consequências,quer sobre o aparelho auditivo, cuja respectiva incapacidade está legalmente reconhecida, quer sobre outros aspectos da saúde do trabalhador, nomeadamente a nível psicológico. Pese embora o vasto conjunto de publicações sobre a exposição ocupacional ao ruído, a análise da percepção individual do trabalhador e as implicações desta sobre o seu comportamento, constitui ainda um tema pouco abordado.Pela observação das práticas reais de trabalho, verifica-se que os trabalhadores, mesmo desempenhando idênticas funções em locais comuns, têm concepções diferentes dos riscos a que estão expostos. No caso da exposição ocupacional ao ruído, essas discrepâncias são ainda mais evidentes. Assim, é frequente encontrarmos trabalhadores partilhando o mesmo posto de trabalho, contudo, divergindo sobre aforma como encaram o risco de exposição ao ruído, ou quando muito, a forma como pensam que este os afecta. Estas mesmas diferenças são notadas ao nível da utilização da protecção individual auditiva. Embora existam várias abordagens quanto à compreensão do fenómeno comportamental, no tocante à exposição ao ruído, estas carecem de análises quantitativas de factores centrais, tais como, os níveis depressão sonora a que os trabalhadores estão expostos e as perdas auditivas que estes apresentam. O presente estudo – tendo incidido sobre uma amostra de 516 trabalhadores de empresas industriais, expostos a níveis de pressão sonora superiores ao nível de acção preconizado na legislação nacional (85 dB(A)) – pretende analisar a relação entre a percepção individual do risco e a utilização deprotecção individual auditiva, bem como, entre a primeira e o desenvolvimento de perdas auditivas decorrentes da exposição ocupacional ao ruído. Para o efeito, foram desenvolvidos dois modelos conceptuais, com base na revisão bibliográfica efectuada. Tendo em vista a caracterização da exposição de cada trabalhador da amostra, foi efectuado um levantamento dos níveis de exposição pessoal diária. Considerandoa revisão bibliográfica, foi desenvolvido um questionário para avaliação das variáveis de natureza essencialmente qualitativa, nomeadamente, a percepção individual do risco, a percepção dos efeitos do ruído, a expectativa/valorização dos resultados, a cultura de segurança e o comportamento de risco. Simultaneamente foi administrado um questionário com o objectivo de se caracterizar o tipo deexposição ocupacional ao ruído, bem como, a utilização da protecção individual auditiva. Para quantificação da variável referente às perdas auditivas foram utilizados os resultados dos testes audiométricos realizados aos trabalhadores no início do turno de trabalho. A análise estatística dos resultados obtidos, por utilização de técnicas estatísticas de análise multivariada (path analysis),...
tracking img