Terapia cognitivo-comportamental em grupo: tratamento da obesidade em mulheres

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8664 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
0

Terapia Cognitivo-Comportamental em Grupo: Tratamento da Obesidade em Mulheres

Adriane Garcia de Paula
Sônia Maria Mello Neves

Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Goiânia, 2009

i

Terapia Cognitivo-Comportamental em Grupo: Tratamento da Obesidade em Mulheres

Adriane Garcia de Paula
Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Artigo apresentado ao Centro de Estudos,Pesquisa e Prática Psicológica do Departamento de Psicologia da UCG como requisito parcial para obtenção do grau de Psicólogo. Campo de Estágio: Clínica do Cepsi

Banca Examinadora: Sônia Maria Mello Neves Presidente da Banca: Professor-Supervisor e de Campo Ângela Maria Menezes Duarte, Ph.D. Professora Convidada Michela Rodrigues Ribeiro, Dra. Professora Convidada Data da Avaliação:_____/_____/_____ Nota final: _______________________

ii

Agradecimentos À meus pais Rose e Valdeides, por tudo o que fizeram de mim e por todas as condições que me deram para que eu continuasse fazendo o melhor de mim. À minha orientadora Sônia Mello, por todos os reforçadores emitidos nessa longa caminhada em busca de conhecimento. À nutricionista do grupo, Laila, por todo seu empenho e presteza emnos ajudar e auxiliar. À todos os amigos e colegas que sonharam comigo, viveram comigo e fazem parte de mim.

iii Resumo O objetivo da pesquisa realizada foi verificar a eficácia da terapia cognitivocomportamental no controle da obesidade em um grupo de mulheres portadoras de sobrepeso ou obesidade. Técnicas de reestruturação cognitiva, treino de autocontrole, relaxamento, treino deassertividade, educação nutricional, enfrentamento de situações de risco, treino de resolução de problemas, análises funcionais e prevenção de recaída foram utilizadas. Após três meses de tratamento observou-se que as participantes seguiam uma rotina alimentar mais equilibrada e todas apresentaram perda de peso. Relatos verbais demonstraram que houve reestruturação cognitiva capaz de modelar comportamentosmais funcionais. O processo terapêutico em grupo parece ter se tornado bastante reforçador para as participantes, levando à coesão e adesão ao tratamento. Palavras-chaves: Terapia cognitivo-comportamental, obesidade, ,mulheres Cognitive behavioral therapy in group: the treatment of obese women Abstract The objective of this research was to verify the effectiveness of the cognitivebehavioral therapyon the control of obesity in a group of obese or overweighted women. Techniques of cognitive restructuration, auto-control training, relaxation, assertiveness training, nutritional education, confrontation of risk situation, resolution of problems, functional analysis and relapse prevention were used in the treatment. After three months, it was observed that the participants started to follow aneating routine more balanced and all of them presented loss of weight. Verbal relations showed that cognitive-restructuration happened and were capable to model more functional behaviors. The therapeutic process in group probably became a reinforcement for the participants, resulting in adherence to treatment. Keywords: Cognitive-behavioral Therapy, obesity, women

1

TerapiaCognitivo-Comportamental em Grupo: Tratamento da Obesidade em Mulheres
Adriane Garcia de Paula Sônia Maria Mello Neves Pontifícia Universidade Católica de Goiás
Obesidade Definida no âmbito clínico como o excesso de gordura corporal, a obesidade é um dos efeitos colaterais mais graves e persistentes do estilo de vida moderno, pois desvia a função de garantir a sobrevivência da espécie para a de manter aslabaredas do consumismo imposto pela nova economia global vigente: a capitalista. Pesquisadores de diversas áreas notando a urgência de conter essa epidemia mundial vem estudando as possíveis causas que norteiam esse excesso desenfreado e as soluções cabíveis para amenizá-la. As descobertas mais recentes segundo autores como Moreira e Benchimol (2006), Sichieri e Souza (2006) e Filho (2005) concordam...
tracking img