Teorias da personalidade james fadiman

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8553 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A gravidez psicológica, também chamada de pseudogestação ou pseudociese, é um quadro no qual a mulher apresenta os mesmos sintomas da gravidez, embora não se apresente gestante. Assim, ausência de menstruação, enjôos, crescimento da barriga, e até mesmo escurecimento dos mamilos, crescimento dos seios e produção de leite; podem ocorrer.
Este quadro está geralmente relacionado ao grande medo denão engravidar, ou ao contrário: ao desejo extremo de ser mãe. Em muitas situações, ocorre quando a mulher enfrenta sucessivas tentativas de engravidar, mas sem sucesso. Assim, pode somatizar este desejo, apresentando um quadro orgânico, comportamental e também de sensações, tal como se estivesse grávida.
Tal situação pode ser um grande transtorno para a mulher, o suposto futuro pai, familiares eamigos; ao perceberem que não se trata de um quadro real – principalmente se a mulher se recusar a aceitar a realidade. Assim, apoio e carinho são primordiais, principalmente do companheiro. É importante, também, trabalhar com ela a idéia de se consultar com um psicólogo, como forma de não estender por muito tempo tal gravidez, sob o risco da mesma mantê-la até o momento do parto, podendo ser umasituação muito traumática e sofrida. Além disso, a terapia pode ser importante para averiguar se a pseudociese está relacionada a algum outro problema de ordem psicológica.
Em casos extremos, pode ser necessário o tratamento hormonal, a fim de provocar a menstruação e, em situações que incluem outros transtornos psicológicos, como depressão, pode ser necessário o uso de outros fármacos.
A formamais simples de detectá-la é por meio do exame HCG, uma vez que somente mulheres verdadeiramente gestantes têm o resultado positivo.
Problemas psicológicos, sexuais e traumas socioambientais também podem estar relacionados à pseudogestação. Alguns especialistas, ainda, sugerem que este quadro pode indicar a síndrome dos ovários poli císticos, tumores ou câncer do útero, e distúrbios ovarianos ehormonais.
Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Depressão materna e o impacto no bebê

Ninguém pode negar a importância da presença da mãe para o desenvolvimento e crescimento, em todos os aspectos, da criança. A mamãe precisa ter energia física e psíquica para acompanhar todas as etapas da vida do seu filho, protegendo-o, traduzindo o mundo e satisfazendo asnecessidades da criança.
A mamãe é a pessoa que dá a oportunidade do bebê conhecer o mundo, oferecendo o equilíbrio que a criança precisa para organizar todas as novidades que chegam diariamente.
Se a depressão materna acontece, principalmente se ocorrer na infância ou adolescência dos filhos, um grande impacto no comportamento e intelecto recai sobre essas crianças.
Desde o nascimento, o bebêprecisa da ajuda da mamãe para conseguir sentir-se seguro, confiante e poder se desenvolver motor e cognitivamente. Uma mãe depressiva nessa época torna-se ausente e empobrecida de estímulos para seu filho.
O bebê já demonstra irritação com essa atitude depressiva, sendo um bebê choroso, tendo mais diarréia que um bebê com uma mãe não depressiva, não tem um contato visual constante com sua mãe ou comestranhos. A interação desse bebê com o mundo é precária e ele se identifica mais com o rosto de alguém triste do que com um alegre. Viu como um problema da mãe pode gerar tanto nó na cabecinha do bebê?
Futuro depressivo - Uma criança que tem a mãe depressiva tem maiores chances de desenvolver alterações emocionais, uma depressão, por exemplo, assim como a mãe.
Essas mamães têm problemas de imporlimites: às vezes são permissivas demais e outras rígidas demais. Essa dificuldade faz com que as crianças, principalmente entre os 18 e 42 meses, tenham dificuldade de se relacionar com seus amiguinhos, criando relações inseguras e desorganizadas, com problemas claros de comportamento.
Alguns estudos realizados demonstram maiores índices de dificuldades escolares, seja por déficit de atenção...
tracking img