Teoria do caos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1364 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de fevereiro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ROSEANE DE ALMEIDA SILVA GREGÓRIO

A GESTÃO DO CAOS EM USINAS SIDERÚRGICAS BRASILEIRAS

Trabalho apresentado como exigência da disciplina Metodologia Científica, do Curso de Pós-graduação em Administração Estratégica, à Profª. Maria de Lourdes de M. Pinto, da turma POS2490, como atividade acadêmica.

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
CAMPUS PRESIDENTE VARGAS - RIO DE JANEIRO
11/03/10

SUMÁRIOI. Introdução
1.1. Considerações Iniciais ................................................................................. 3
1.2. Questão Norteadora da Pesquisa .................................................................. 3
1.3. Objetivos ...................................................................................................... 3
1.4.1.Objetivos Gerais ........................................................................... 3
1.4.2. Objetivos Específicos ................................................................... 3
1.4. Justificativa ................................................................................................... 3
II. Embasamento Teórico............................................................................................ 4
III. Metodologia da Pesquisa ........................................................................................ 5
IV. Cronograma ............................................................................................................ 6
V. Bibliografia............................................................................................................. 6

I. Introdução
1.1. Considerações Iniciais
Com o advento da crise financeira mundial no segundo semestre de 2008, muitos setores da economia no Brasil e no mundo se deparam com uma situação inesperada e decorrente das principais características deste século – Globalização e Tecnologia. O desencadeamento rápido e os choques econômicos desta crise repercutiramfortemente no setor siderúrgico deixando-o vulnerável, já que se trata de empresas exportadoras que, face ao fato do mercado interno não absorver integralmente sua produção, sofre os efeitos da forte queda na demanda, comércio e preços do aço no mercado mundial.
Cada vez mais com os últimos eventos caóticos - mesmo sendo políticos, econômicos, financeiros, culturais, religiosos e até fenômenosnaturais e climáticos – estão tomando proporções que nunca imaginávamos e para tanto, a empresas devem estar preparadas para se anteciparem com ações preventivas ou reparadoras a fim de sobreviveram a essas turbulências.
A Gestão do Caos vem como um recurso da administração estratégica para viabilizar a detecção, análise e resposta à turbulência e ao caos.

1.2. Questão Norteadora
Como asUsinas Siderúrgicas Brasileiras podem sobreviver às vulnerabilidades do mercado e aproveitar as oportunidades em meio a crises? Como elaborar estratégias inovadoras para lidar com o caos?

1.3. Objetivos
1.4.1. Objetivos Gerais
* explicar a importância da gestão do caos;
* apontar os fatores que podem gerar o caos nas usinas siderúrgicas.

1.4.2. ObjetivosEspecíficos
* apresentar o Modelo da Gestão do caos desenvolvido por Philip Kotler e John Caslione;
* apresentar a aplicação do Modelo de Kotler e Caslione no contexto das Usinas Siderúrgicas Brasileiras, exemplificando.

1.4. Justificativa
Diferentes elementos como: globalização, avanços tecnológicos, tecnologias e inovações disruptivas, hipercompetição, meio ambiente, capacitaçãodos clientes, crises econômicas, etc. têm colocado à prova a eficácia do planejamento estratégico no longo prazo. As usinas siderúrgicas devem estar preparadas para viver neste ambiente turbulento e instável, onde o equilíbrio pode ser sinônimo de morte para um negócio. Dentro desse contexto, é importante alertar o empresariado brasileiro, especificamente as empresas do aço, sobre as novas...
tracking img