Teor de umidade do solo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1899 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A umidade do solo(H) ou teor em água(W) é definida como peso da água (Pa) contida emu ma amostra de solo dividido pelo peso seco das particulas sólidas (Ps) do solo, sendo expressa em porcetagem.
Para determinação do peso seco, o metódo tradicional é a secagem em estufa, na qual a amostra é mantida com temperature entre 105°C e 110°C, até que apresente peso constante, o quesignifica que ela perdeu a sua água por evaporção.
O peso da água é determinado pela diferença entre o peso da amostra (P) e o peso seco (Ps).
Desta forma temos: H= P-Ps x 100= Pa x 100
Ps Ps
No Brasil a determinação da umidade do solo é padronizada pela NBR06457.

DETERMINAÇÃO DE UMIDADE EM ESTUFA
CONCEITO
Teor de umidade dos solos é arazão entre a massa d’água contida no solo, evaporável em estufa a 105º – 110º C, e a massa de grãos do solo seco em estufa, à mesma temperatura, até tenacidade de massa. Tem o símbolo h e é expresso em percentagem.
Fator de conversão de solos é o valor numérico que, multiplicado pela massa de amostra do solo úmido, resulta em massa de amostra de solo seco. Tem como símbolo Fc.

OBJETIVOSESPECÍFICOS
Tendo como base nos estudos realizados, irei aqui determinar a umidade em amostras de solos com utilização de estufa.

APARELHAGEM
· Estufa elétrica, controlada automaticamente por termostato, capaz de manter a temperatura continuamente entre 110°C + 5°C.
. Balanças com resolução de 0,1% da massa da amostra de solo.
. Recipientes de material resistente à corrosão e infenso a mudança demassa ou desentegração, quando submetido a repetidos ciclos de aquecimento e resfriamento, dispondo de tampas para evitar a perda de umidade das amostras neles contidas antes da pesagem, e evitar a absorção de umidade da atmosfera após a secagem e durante a pesagem final.

AMOSTRA
. Coletar uma amostra representativa do material do qual se deseja determinar o teor de umidade, na quantidadeprescrita pelo método de ensaio que se estiver executando. Caso não haja indicação dessa quantidade, adotar as massas mínimas constantes da tabela 1 a seguir.

Tabela 1- Massas mínimas das amostras de material úmido, em função do tamanho máximo das partículas.Fonte: Normas rodoviária DNER-ME 213/94.

ENSAIO
. Pesar o recipiente descrito acima, limpo e seco, com a respectiva tampa, anotando-se ovalor obtido como a massa ou tara do recipiente,m.
. Colocar dentro do recipiente a amostra úmida, fechando-o com a tampa, imediatamente. Pesar o conjunto, anotando-se o valor obtido como massa bruta úmida, mbu.
. Remover a tampa e colocar o conjunto na estufa elétrica à temperatura constante de 110°C + 5°C, mantendo-o na estufa até que sua massa se torne constante, que é a seguir pesada e anotadacomo massa bruta seca, mbs; ao retirar o conjunto da estufa, deve-se logo tampá-lo e deixa-lo esfriar a temperatura ambiente antes da pesagem.
Obs1: Em geral, são suficientes umas 15h a 16h para completa secagem da amostra; a prática é pesar a amostra tantas vezes consecutivas quantas necessárias até constância de massa. Para evitar absorção de umidade, as amostras secas devem ser retiradas daestufa, antes de colocar novas amostras úmidas. Para cada determinação de umidade utiliza-se um recipiente.
Obs2: Um recipiente sem tampa pode também ser usado, contanto que a amostra úmida seja pesada imediatamente após sua coleta, e desde que a amostra seca seja também logo pesada após seu resfriamento no dessecador.
Obs3: Após o ensaio as amostras devem ser descartadas e não utilizadas em maisoutros ensaios.

CÁLCULO
. Calcular o teor de umidade da seguinte maneira:
h= mbu - mbs x 100
mbs – m
onde:
h – Teor de umidade, %;
mbu – Massa bruta úmida correspondente à massa do recipiente mais a amostra de material úmido, g;
mbs – Massa bruta seca correspondente à massa do recipiente mais a amostra de material seco, g;
m – Massa do recipiente,g.

OBSERVAÇÕES
A...
tracking img