Anfibios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2953 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SUPER CLASSE TETRAPODA
gr. tetra + podos

-

representam os vertebrados que invadiram o meio terrestre

-

4 extremidades destinadas à locomoção

-

em oposição aos Pisces, não mais apresentam nadadeiras poliradiadas, mas
extremidades pentadáctilas.

CLASSE AMPHIBIA
gr. amphi = dual
bios = vida

1. Introdução
- duas vidas (maioria)
- são os tetrapodas mais inferiores
-ancestral no Devoniano
- adaptações para a vida terrestre
. pernas
. pulmões
. sistema circulatório
. narinas comunicadas com a cavidade oral
. órgãos dos sentidos que podem funcionar tanto na água quanto no ar
. pele: exposição ao ar
- larva com brânquias (girinos) – meio aquático
- adulto com pulmões – meio terrestre
- foram os primeiros Vertebrados a alcançarem o meio terrestre a contento- importância ecológica (predação de insetos; presa de Vertebrados; ciclagem de
nutrientes) e para o homem (apoio didático)
- comportamento: enterram-se, hibernação
- Exemplos:

1

- 3000 sp

Ordens:
- Anura – rãs, sapos e pererecas (2740 sp)
. rã: Leptodactylus ocellatus – vive nos banhados, é caçada para alimento
. sapo: Bufo marinus – encontrados em jardins, em banhados, logoapós a chuva.
Alimentam-se de insetos daninhos a plantas. Em certas épocas do ano eles
desaparecem, principalmente durante a estação fria; enterram-se, ou
escondem-se entre pedras e madeira. Utilizam-se das reservas corpóreas para
subsistirem por determinado tempo
. os maiores exemplares do sapo comum atingem cerca de 20 cm (Bufo marinus)
. rã gigante da República dos Camarões: 30 cm
. pererecaarborícola de Cuba: 1 cm
. maioria: 5 – 10 cm

- Caudata (Urodela) – salamandras (200sp)
- 7 a 20 cm (1,75 m Megalobatrachus japonicus; 3,8 cm salamandra mexicana)
- Gymnophiona (Apoda) – cobras-cegas (60 sp)

Quando diz-se que a maioria dos anfíbios apresenta duas vidas, refere-se àquelas
espécies que apresentam fase larval aquática e adulta terrestre. Entretanto, existem
espécies quenunca abandonam a água, permanecendo no estágio larval, enquanto
outras não vivem na água em nenhuma fase. Neste caso, o indivíduo eclode do ovo
completamente formado. Outras espécies quando adultas, não têm pulmões e
respiram apenas pela pele que é úmida e glandular.
- são pecilotérmicos ou ectodérmicos (como peixes e répteis) – dependem do
ambiente como fonte de calor

2. Caracteres Geraisdos Anfíbios
- pele: úmida, glandular, sem escamas

2

- olhos com pálpebras móveis
- tímpano
- língua protrátil, boca com dentes finos
- patas: geralmente 2 pares, com 5 ou menos dedos (4 nos anteriores). Alguns com
um par de membros, outros sem nenhum
- duas narinas: comunicadas com a cavidade bucal e com válvulas para impedir a
entrada de água
- esqueleto: ósseo essencialmente (emgrande extensão)
- costelas, quando presentes, não presas ao esterno
- crânio com dois côndilos occipitais
- circulação dupla incompleta; coração com 3 câmaras
- glóbulos vermelhos nucleados e ovais
- respiração: brânquias, pulmões, pele, mucosa bucal
- cordas vocais em sapos e rãs
- nervoso: encéfalo com 10 pares de nervos cranianos
- fecundação: externa ou interna
- ovos telolécitosincompletos encerrados em cápsulas gelatinosas
- segmentação holoblástica desigual
- geralmente com estágio larval (girino)
- comportamento: enterram-se, hibernação
-

evolução:
peixes  ancestral semelhante a um peixe (Devoniano)  anfíbios

limitações: respiração cutânea; incapazes de produção de urina concentrada;
ovo resistente a dessecação

3. Forma
- ofiomorfos: são os Gymnophiona(cobras-cegas), sem membros locomotores
- lacertiformes: são os Urodelos (salamandras), geralmente 2 pares de patas e cauda
desenvolvida

3

- raniformes: são os anuros (rãs, sapos e pererecas) com dois pares de patas

Tem corpo globoso, achatado dorsoventralmente, revestido de pele rugosa e úmida
- macho: - pele mais áspera, rugosidades acentuadas e córneas
- coloração esverdeada...
tracking img