Tecnologia no mundo contemporaneo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3335 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O PAPEL DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA NO MUNDO CONTEMPORÂNEO


Ronaldo Mota

Prof. Tit. Dr. do Departamento de Física da Universidade Federal de Santa Maria
Coordenador do Escritório Regional da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (FAPERGS)


INTRODUÇÃO

Para entender o papel da ciência e da tecnologia no mundo contemporâneo há que se permitir uma muito breveretrospectiva histórica, sem o que não somos capazes de localizarmo-nos ou compreendermo-nos adequadamente no tempo e no espaço.
As relações entre povos, e também entre grupos sociais de um mesmo povo, sempre apresentaram componentes econômicos como um dos elementos determinantes da dinâmica da sociedade e condicionantes de sua organização social e de suas expressões culturais. Nesse sentido, otrabalho está na base de todas as relações humanas, sendo uma atividade humana intencional que envolve formas de organização, objetivando à produção de bens necessários à vida. Tal organização e divisão de trabalho são determinadas pelo nível técnico e pelos meios existentes em cada época.
Para ficarmos inicialmente na história moderna, a partir da descoberta de nosso país pelos portugueses, houveum momento, no início da colonização, em que o controle de matérias primas - desde sua extração até o transporte e seu manuseio - eram vitais na definição de quem exercia o papel preponderante nas relações entre grupos ou entre países. O controle da mão de obra escrava também teve um período de presença marcante. A Revolução Industrial trouxe novos ingredientes, determinando que o controle doprocesso de industrialização, assim como os locais de instalação das unidades fabris, constituíssem-se nas principais referências definidoras da hierarquia entre os grupos sociais e entre nações.
Contrariamente à história passada, nos tempos mais recentes, evidencia-se que explorar não implica mais ter colônias ou controlar o fluxo de matérias primas; cada vez mais, dominar não impede aindustrialização dos países menos desenvolvidos. Marginalizar não significa mais distanciar os países da ordem econômica internacional, mas sim incluí-los, desde que na lógica dos dominantes.
No mundo contemporâneo, que despreza matéria prima, que distribui indústrias em todo o globo, que menospreza a mão de obra, especialmente a não altamente especializada, assume-se claramente que não se abre mão é do sabercientífico e dos mecanismos que engendram tecnologia de ponta. Enfim, a técno-ciência é, de fato, a única mercadoria que tem valor decisório, sendo hoje um elemento diferenciador e definidor das relações entre nações.
Na esteira de tal processo evolutivo procurou-se fazer crer, especialmente aos que não estavam no controle dos elementos determinantes, que existiriam etapas obrigatórias para queos benefícios do desenvolvimento fossem distribuídos de forma mais homogênea posteriormente. Assim, cada nação teria um caminho a percorrer, umas antes e outras depois. O fundamental era (e tem sido) fazer crer que uma situação mais equânime seria gerada quase que naturalmente, fruto inequívoco do desenrolar natural da história da humanidade. Ledo engano.
Poderíamos buscar no passado inúmerosexemplos de que tal evolução natural constituiu-se num engodo. Além disso, não é nenhum absurdo afirmar que, embora a história humana seja marcada de desigualdades e desenvolvimentos não homogêneos, os tempos de hoje evidenciam fossos separando países em níveis sem precedentes na história moderna. Os elementos atuais apontam que estão se desenhando caminhos que solidificam desníveis com umaintensidade inédita.
É fundamental, portanto, para entender o mundo contemporâneo, conhecer-se adequadamente as histórias e os ingredientes dos processos da ciência e da tecnologia, desde a suas respectivas origens até juntarem-se na técno-ciência de nossos dias.




A BASE DA CIÊNCIA: O CONHECIMENTO RACIONAL

As sociedades primitivas organizavam-se no sentido de garantir o consumo mínimo de...
tracking img