Tanatologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1027 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TANATOLOGIA: estudo que vai estabelecer a realidade da morte e o tempo pós-morte. Do ponto de vista médico e jurídico a morte é definida como morte cerebral (parada das atividades elétricas do cérebro). Quanto para o cérebro é a falta de oxigenação que irá produzir o evento morte.

SINAIS DA REALIDADE DA MORTE:

1) Sinais abióticos imediatos: sinais que autorizam a conclusão do fenômeno morte: a)parada cardíaca. b) parada respiratória. c) perda de reflexos (movimentos automáticos que servem para preservar as funções fisiológicas). d) parada da atividade cerebral. e) perda da consciência. f) insensibilidade. g) imobilidade. h) parada de circulação. i) conjunto de sinais.

2)Sinais comuns abióticos mediatos (ou consecutivos): são aqueles que vão se estabelecer ao longo do tempo, em funçãoda parada da função metabólica:

a) perda da temperatura: com a morte, cessam as queimas calóricas e, conseqüentemente, o organismo não consegue manter sua temperatura usual. A temperatura do cadáver se mede pelo reto. Um cadáver perde de 1 à 1,5 °C por hora . “Faixa de horário”: maior probabilidade do horário da morte. (ex.

cadáver encontrado às 10 hs com 33,5 °C. A “faixa de horário” da morteestá entre 7 e 8:00h). Quando ocorre a morte a temperatura do corpo irá se equilibrar com o meio, como um objeto, até 25°C em média. O processo de contagem tem um limite de, no máximo 12 a 18 horas, então, quando o corpo já se igualou em temperatura com o ambiente, diz-se que está morto há mais de 14 horas.

b) rigidez cadavérica:- è fenômeno constante no cadáver, originado por uma reação químicade acidificação num estado de contratura muscular que desaparece quando se inicia a putrefação. Ele surge da primeira à segunda hora da morte. Essa rigidez se inicia na região facial, ou mímica, e segue pelo tronco, membros superiores, abdômen e membros inferiores e desaparece na mesma ordem em que surgiu, quando inicia-se o processo de putrefação. O ápice da rigidez cadavérica ocorre ao redor de18 horas depois da morte. espasmo cadavérico: é a contração abrupta e imediata da musculatura e ocorre quando o indivíduo é acometido súbita e violentamente por uma morte violenta e guarda a posição que mantinha quando a morte o surpreendeu (ex. suicida que fica segurando a arma).

c) hipóstase ou livores: com a parada da circulação o sangue começa a se coletar nas regiões de maior declive, porisso, formam-se manchas vermelhas no local. Os próprios vasos sangüíneos, que são tubos elásticos, vão perder a elasticidade (fenômeno vital). Isso faz com que o sangue vá buscar a parte mais baixa do corpo, pela lei da gravidade, chegando na pele, com o tempo forma-se uma parte vinhosa. Com isso percebemos se o corpo foi movimentado após a morte pois os livores.

e) Mancha Verde: é a linhadivisória entre os sinais abióticos mediatos e o processo putrefativo propriamente dito. Este, por que passa o cadáver, se inicia e evolui mais rapidamente onde há mais gérmens, no intestino. Quando a pessoa está viva, a flora intestinal está em equilíbrio ecológico; com o advento da morte, tal equilíbrio é quebrado, ocorrendo a multiplicação acelerada de

determinadas bactérias, que se encontram nasalças intestinais, em virtude de não haverem competidoras. Assim, é observável uma mancha verde, conseqüente de alterações da hemoglobina, situada na maioria dos casos (há exceções) na fossa ilíaca direita (linha entre a bacia e a cicatriz umbical). A mancha verde sempre vai estar presente, em primeiro lugar, no abdômen, com exceção dos casos de afogamento, quando estará em primeiro lugar no tórax,porque a água contaminada vai favorecer o crescimento das bactérias dentro do vaso sangüíneo, mas rapidamente do que na alça do intestino.

FENÔMENO DESTRUTIVO E CONSERVADOR:

PROCESSO DESTRUTIVOS: a destruição do cadáver se faz, geralmente, pela putrefação, cujo marco inicial se dá com a mancha verde abdominal:

1) Putrefação: ocorre devido a dois fenômenos:

a) autólise: microscopicamente o...
tracking img