Sustentabilidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1652 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O consumo desequilibrado dos recursos naturais, sem a preocupação com as futuras gerações faz com que cada país lute pela sua sobrevivência e pela prosperidade quase sem levar em consideração o impacto que causa sobre os demais. Alguns consomem os recursos da Terra a um tal ritmo que provavelmente pouco sobrará para as gerações futuras. Outros em número muito maior, consomem pouco demais e vivemna perspectiva da fome, da miséria, da doença e da morte prematura.

É possível chegar a uma nova era de crescimento econômico, fundamentada em políticas que mantenham e ampliem a base de recursos da Terra; o progresso que alguns desfrutaram no século passado pode ser vivido por todos nos próximos anos. Mas, para que isso aconteça, temos que compreender melhor os sintomas de desgaste que estãodiante de nós, identificar suas causas e conceber novos métodos de administrar os recursos ambientais e manter o desenvolvimento humano.

Para nossa surpresa, a própria pobreza polui o meio ambiente também, criando outro tipo de desgaste ambiental. Para sobreviver, os pobres e os famintos muitas vezes destroem seu próprio meio ambiente: derrubam florestas, permitem o pastoreio excessivo, exauremas terras marginais e acorrem em número cada vez maior para as cidades já congestionadas. O efeito cumulativo dessas mudanças chega a ponto de fazer da própria pobreza um dos maiores flagelos do mundo.

Dentro de alguns países em desenvolvimento, a pobreza foi exacerbada pela distribuição desigual da terra e de outros bens. O rápido crescimento populacional prejudicou a capacidade de melhorar opadrão de vida. Esses fatores, aliados a uma necessidade cada vez maior de explorar comercialmente terras boas, levaram muitos agricultores de subsistência a se transferirem para terras ruins, tirando-lhes assim qualquer esperança de participarem da vida econômica de seus países. O cultivo extensivo em encostas íngremes está aumentando a erosão do solo em muitas regiões montanhosas de paísesdesenvolvidos e em desenvolvimento. Em muitos vales fluviais, cultivam-se agora áreas onde as inundações sempre foram comuns.

A maioria da vítimas dessas catástrofes é constituídas pelos pobres das nações pobres, onde os agricultores de subsistência tornam suas terras mais sujeitas a secas e inundações porque matam as áreas marginais, e onde os pobres se tornam mais vulneráveis a todas ascatástrofes porque vivem em encostas íngremes ou em regiões ribeirinhas sem proteção, as únicas áreas que lhes restam para construírem seus barracos. Não dispondo de alimentos nem de divisas, os governos economicamente vulneráveis desses países têm poucas condições de enfrentar tais catástrofes.

Os vínculos entre desgaste ambiental e catástrofes que impedem o desenvolvimento evidenciam-se melhor na Áfricasubsaariana. A produção de alimentos per capita, que vem declinando desde os anos 60, entrou em colapso durante a seca dos anos 80 e, no momento em que os alimentos eram mais necessários, cerca de 35 milhões de pessoas ficaram em risco. O uso excessivo de terra e a seca prolongada ameaçam transformar em deserto os prados do Sahel africano. Nenhuma região sofre de modo mais trágico com o círculovicioso da pobreza que leva à deterioração do meio ambiente, que por sua vez à deterioração do meio ambiente, que por sua vez leva a uma pobreza maior.

Uma vez que aumenta o padrão de vida, aumenta também o desenvolvimento econômico, que por sua vez aumenta o impacto ambiental. O homem atua na natureza como se não fosse existir uma geração vindoura. Tudo o que interessa é o capitalismo, ocrescimento econômico. Porém, há uma ameaça iminente, pois se destrói a natureza destrói também a vida.

O "efeito estufa", e a destruição da camada de ozônio da atmosfera, devido a gases liberados na atmosfera, são ameaças aos sistemas que sustentam a vida, e derivam diretamente do maior uso dos recursos. A queima de combustíveis fósseis e também a derrubada e a queima de florestas liberam dióxido...
tracking img