Surdez

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3755 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Educação para Todos, Cidadania, Inclusão, Direito à Diversidade, Pluralidade Cultural, Respeito às Diferenças são expressões muito utilizadas nos dias de hoje, mas que, apropriadas por diferentes discursos e interesses político-ideológicos, soam, muitas vezes, como meros clichês, num mundo que produz cada vez mais excluídos, termo também esvaziado de sentido para nomear as pessoasconsideradas como descarte na economia globalizada.
Portanto, para compreender os diversos sentidos e significados atribuídos a esses conceitos, faz-se necessário situá-los no contexto das tensões e das mudanças provocadas pela globalização neoliberal e pela crise de paradigmas da modernidade nas sociedades contemporâneas.
Historicamente, a emergência do conceito e das políticas de educaçãoinclusiva ocorre a partir da realização da Conferência Mundial sobre Educação Para Todos, em 1990, num momento em que lideranças mundiais buscavam promover a universalização da educação, em meio à hegemonia do modelo de globalização neoliberal excludente e à expansão dos novos movimentos sociais de caráter identitário e multicultural, em que diversos grupos reivindicam o direito de serem diferentes,de terem suas próprias culturas e denunciam a discriminação a que estão submetidos.
Assim situada, as políticas de inclusão inserem-se num campo de lutas por redistribuição e por reconhecimento. Inspirada na Declaração Mundial de Educação para Todos e na Declaração de Salamanca, a Educação Inclusiva defende o acesso de todos/as à escola, mediante a criação de mecanismos e práticas educativasque respeitem as necessidades dos educandos.
Em relação à inclusão de alunos/as surdos/as nas escolas regulares, foco desse trabalho, embora os discursos e as políticas reconheçam a especificidade lingüística das pessoas surdas, ao valorizarem o uso da Língua de Sinais, senti a necessidade de investigar, na prática, como a escola inclusiva contribui para a afirmação da igualdade e da diferença,considerando que nas escolas regulares predominam as manifestações culturais dos/as ouvintes.
A partir dessa questão central, cabe indagar: Que procedimentos adotados pelas escolas inclusivas possibilitam ou limitam o desenvolvimento das potencialidades dos alunos/as surdos/as? Como os alunos/as surdos/as, dispersos nas salas de aulas regulares, poderão utilizar a Língua de Sinais como língua deinstrução e de interação, sem o convívio com a comunidade surda? Ou, ainda: Como a escola inclusiva garante a aquisição da Língua de Sinais como primeira língua e a aprendizagem de Língua Portuguesa como segunda língua, de acordo com as recomendações dos documentos oficiais?
Diante desses questionamentos, realizei um estudo de caso para investigar, sob uma perspectiva intercultural, os limites eas possibilidades das relações entre surdos/as e ouvintes numa escola inclusiva da rede pública regular, que utiliza intérpretes de LIBRAS.
Entre as reflexões desenvolvidas nesse estudo, recortei as seguintes, para serem desenvolvidas nesse espaço: as dinâmicas da sala de aula e o papel do intérprete nesse contexto, assim como a apresentação de uma proposta de educação de surdos/as numaperspectiva intercultural, como uma possibilidade de superar alguns desafios e paradoxos da educação inclusiva para esse grupo.
Estudos Surdos em educação e a perspectiva bilíngüe-bicultural Inscrito no campo teórico dos Estudos Culturais5, os Estudos Surdos em educação preocupam-se em questionar as representações dominantes e hegemônicas sobre as identidades surdas, as línguas de sinais, a surdez eos/as surdos/as.
Ao romper com o discurso hegemônico de surdez como deficiência, os Estudos Surdos a definem como um espaço de produção de diferenças construída histórica e socialmente por meio de práticas de significação e de representação compartilhada e vivenciada nos conflitos sociais entre surdos e ouvintes (Skliar, 1998) Em consonância com a visão de surdez como diferença e os surdos/as...
tracking img