Sub moradias existentes no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1173 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
CURSO SUPERIOR EM TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL

OLÍVIA DE FÁTIMA NASCIMENTO DA COSTA

submoradias existentes em todo o brasil

Itapetininga
2010

olívia de fátima nascimento da costa

submoradias existentes em todo o brasil

Trabalho apresentado ao Curso Tecnologia em Gestão Ambiental da UNOPAR -Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Ecologia Aplicada e Gestão da Biodiversidade.

Prof. Andreia de Freitas Zompero

Itapetininga

2010

Um problema existente no município de Itapetininga é a presença de moradias em locais próximos a rios e banhados.

Várias outras cidades possuem moradias nestas condições, não se pode dizer que isto estálocalizado em cidades pequenas ou em grandes. De acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), um bilhão de pessoas vive em favelas em todo o mundo.

Trata-se de um problema social, pode-se até dizer que é uma conseqüência da migração para a zona urbana. Várias podem ser as causas que levam às pessoas a se instalarem nas periferias, em submoradias:

Um destes problemas é odesemprego, cuja média no Brasil é de 7,4%.

Outra vilã da questão é a dificuldade de conseguir alugar uma casa, além do preço dos alugueis que é bastante alto, são muitas as garantias que são exigidas, como fiador, adiantar o valor de três alugueis.

Muitos pais de família assalariados, não dispõem deste valor, pois as mensalidades do aluguel já representam um gasto significativo noorçamento familiar.

Se o desemprego chega aí a situação fica ainda mais apertada. O salário garantido no final do mês é substituído por trocadinhos ganhos a cada bico, e nem todo dia entra dinheiro dentro de casa.

Esta é uma das estórias, cujo desfecho é: mais uma família se instalando num submoradia em condições precárias, numa favela existente ou à margem de rios e córregos.Como estas áreas localizam-se as margens de rios, as mesmas não estão regularizadas junto à prefeitura. De acordo com o Código Florestal Brasileiro, estas áreas devem ser preservadas com mata ciliar ou com isolamento.

Devido a não regularização destas áreas, as mesmas não estão providas de saneamento básico, ou seja, além de não terem acesso à água tratada, não têm o seu esgotocanalizado.

Isto causa uma série de problemas á saúde, principalmente em crianças. Nos anos de 1999 e 2000, segunda dados da FUNASA:

• 15 crianças de 0 a 4 anos morrem por dia no Brasil, em decorrências de doenças causadas por falta de saneamento básico
.
• 8 milhões de crianças morrem anualmente em decorrência de enfermidades relacionadas à falta de saneamento.Dentre as principais doenças relacionadas a falta de esgoto estão a Hepatite tipo A,Giardíase, Disenteria amebiana, Diarréia, Febre tifóide, Febre paratifóide, Diarréias e disenterias bacterianas, como a cólera, Ascaridíase (lombriga), Tricuríase, Ancilostomíase (amarelão), Esquistossomose.

As principais doenças causadas por água não tratada são: Leptospirose, Amebíase, Hepatiteinfecciosa, Diarréias e disenterias, como a cólera e a giardíase, Malária, Febre amarela, Dengue, Elefantíase, além de favorecer o aparecimento de infecções na pele e nos olhos, como o tracoma e o tifo relacionado com piolhos, e a escabiose

Está instalado aí um circulo vicioso, pois a presença destas moradias contamina os rios e os rios contaminam estas famílias.

Outra característicadestas áreas é o elevado índice de criminalidade, consumo e tráfico de entorpecentes além de alto índice de natalidade, inclusive de natalidade precoce.

Além disso, outro problema é quando chove, como o rio localiza-se em locais mais baixos muitas vezes ocasiona deslizamentos.

O deslizamento é uma tragédia, causa danos irreparáveis para as famílias e para toda a comunidade....
tracking img