Sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2484 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Analisando as instituições econômicas verificamos que existe uma grande participação do Estado,quando se diz respeito ao aparelho ideológico da escola,para seu funcionamento e necessário uma arrecadação e distribuição de recursos como o FUNDEB que é a maior fonte de recursos para educação, por isso investe em vários programas que visam fortalecer as redeseducacionais de ensino um desses programas é o Brasil Profissionalizado, mas quando olhamos para Karl Marx, ele não era muito a favor do ensino profissionalizante, e é o que hoje estamos vivendo em um país de cursos técnicos e profissional onde é empregada mais a visão profissionalizante ao invés de uma educação, mas intelectualizada esses cursos são disponíveis pelo Estado, alguns são gratuito e outrasnão mas para o Brasil avançar precisamos de mão de obras qualificada e os recursos existentes.















4- AS INSTITUIÇÕES ECONÔMICAS

As Instituições econômicas têm por função produzir e distribuir bens, incentivar o trabalho, o consumo de bens de serviços.com isso o homem e obrigado a trabalhar, para poder satisfazer suas necessidades,pois a natureza não oferece ao individuo matéria suficiente para sua satisfação e desejos.
Através de bens escassos o homem tem que produzir de acordo com suas necessidades, com isso o seu comportamento necessita de uma organização que são feitas pelas instituições sociais, para que possa produzir e administrar seu capital. E é quando começamos a entender que tudo se interligaa outra para que possamos ter uma produção, dependemos da classe operaria para essa mesma produção ela precisa ser distribuídas e consumida seja de que forma for, essa distribuição.
Isso chamou de economia, uma ação precisa da outra para esse processo andar em conformidade para dar certo, se não gera vários problemas, como crise e mais dificuldades para nos seres humanos que acada dia somos mais consumistas e imediatistas onde tudo deve ser para agora, mais um fator para que a economia não pare e cada vez cresça fazendo a rotatividade de seu capital.
O estado é o poder central no sistema socialista, que detém a propriedade de todos os meios de produção. Deixando de existe aquela divisão entre capital e trabalho, visto que a totalidade dos homens queparticipam da produção mantém o mesmo vínculo com o Estado.
Existe uma divisão entre economia de mercado e economia planificada. Na economia de mercado todas as fases da atividade econômica, desde a produção até o consumo, isto é, os produtores se dedicam a este ou aquele setor da atividade produtiva, portanto, podem consumir os bens produzidos. Já no sistema de economiaplanificada, todas as fases da atividade econômica são objeto de cuidadosa planificação, que atinge não só a produção voltada para as necessidades concretas do mercado, mas também a distribuição e até o consumo.
É importante lembrar que ambos os sistemas se ocupam de bens escassos e úteis. Ambos são criados pelos homens. No primeiro sistema capitalista predominam os princípios daética individualista. Enquanto no segundo socialista predomina a ética coletiva ou social.
4.1 REGIMES DE PROPRIEDADE

O regime de propriedade regula as relações dos homens em face dos bens econômicos existentes e do direito de uso e posse que se organiza em torno dele. Costuma-se citar quatro tipos básicos de regime de propriedade: regime comunitarista; regime de propriedade;regime socialista e regime comunista.
O regime de propriedade privada caracterizar-se pelo o direito exclusivo de posse e uso de determinados bens por um individuo de acordo com seus próprios interesses. (ex: um terreno). No regime socialista, não há propriedade privada senão dos objetos de uso. Dinamizam-se de modo a se multiplicarem de acordo com a necessidade do grupo. O...
tracking img