Sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1455 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os processos de socialização na sociedade contemporânea: Pierre Bourdieu e
Edgar Morin
“Como nos transformamos em seres sociais?
Você será capaz de entender como ocorrem os processos de socialização, em quais circunstâncias o homem transforma-se em um ser social.
Dois grandes pensadores contemporâneos que podem ser de suma importância para refletirmos sobre os processos de socialização,principalmente na sociedade contemporânea, marcada por inúmeras transformações. conhecer as ideias de Pierre Bourdieu e Edgard Morin permitirá uma reflexão sobre a sociedade em que vivemos e sobre como nos inserimos na estrutura social e contribuímos para sua perpetuação. Isso porque Bourdieu pensou no homem e nas estratégias que ele utiliza para se distinguir; mais do que isso, pensou nos sujeitos deseu tempo, inseridos em uma sociedade na qual o capital exerce hegemonia sobre esse sujeito, mas foi além da ideia de que existe somente um capital, e veremos por quê. Já Morin é o pensador por excelência das questões contemporâneas sobre os meios de comunicação de massa e a cultura.
Pierre Bourdieu é considerado um dos maiores pensadores da contemporaneidade, seus conceitos e teoriasultrapassaram a filosofia e estenderam-se principalmente para a sociologia, antropologia, educação, psicologia etc. É reconhecido internacionalmente, possui uma vasta e complexa obra, seus conceitos são elaborados e de grande profundidade teórica. Muito do vocabulário teórico de Bourdieu faz parte da prática daqueles que trabalham com questões sociais (como habitus, estilo de vida, campo, violênciasimbólica). Bourdieu foi um pensador do nosso tempo, teorizou e elaborou análises sobre a nossa realidade social: urbana, midiática, informativa, simbólica, distintiva.
Pensando em como os processos de socialização são apreendidos pelos homens, ou seja, como aquilo que é constituído social e historicamente nos parece algo “natural”, é que Pierre Bourdieu elabora o conceito de habitus.
A conceituação deBourdieu faz do habitus um operador prático para que possamos entender o princípio unificador que rege os grupos sociais, e que gera as práticas socialmente reconhecidas, estas que encontram limites nas condições das quais elas são produto.
A ideia de habitus, como o social incorporado, uma natureza socialmente construída que é capaz de impulsionar a ação social em estratégias inconscientes, é deextrema importância para entendermos aspectos dos processos de socialização.
As relações sociais se adéquam ao grupo social, é como se cada grupo tivesse suas próprias regras, sua própria lógica, e, então, temos de “jogar conforme as regras” daquele jogo, no trabalho, na família, entre os amigos da escola, entre os amigos da igreja, com os vizinhos etc.
O campo é, para Bourdieu, um espaço socialestruturado em que ocorre uma disputa de forças entre dominantes e dominados, em uma relação de desigualdade.
O conceito de campo põe em prática a ideia de que os grupos sociais funcionam como uma espécie de microcosmo, com leis próprias, sem no entanto deixar de pertencer a uma posição no que Bourdieu chama de mundo global.
A ideia de campo permite compreendermos como se dão as relaçõessociais, ou seja, como o processo de socialização se completa a partir do momento que internalizamos “as regras do jogo”.
O campo da produção sociológica de Bourdieu é amplo: arte, ciências, moda, literatura, economia, filosofia etc.
Bourdieu elegeu como horizonte de preocupações teóricas a tarefa de desvendar os mecanismos da reprodução social que legitimam as diversas formas de dominação. Bourdieuredimensiona o peso dos fatores econômicos para a explicação dos conflitos entre as classes sociais, trazendo à cena também as questões não materiais, ou seja, simbólicas.
A partir da ideia de violência simbólica, o sociólogo enfatiza que a produção simbólica na vida social não é arbitrária, sublinhando seu caráter efetivamente legitimador das forças dominantes, expressando-se por meio delas os...
tracking img