Sociologia sexy

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1284 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EIXO TEMÁTICO I: A SOCIOLOGIA COMO DISCIPLINA CIENTÍFICA AUTÔNOMA Tópico: Senso-comum e conhecimento sociológico Temas O objeto de estudo da sociologia Complementares:

Porque ensinar Até os anos 1980 as pessoas de um modo geral mal tinham uma idéia sobre o que pudesse ser esta área do conhecimento a que chamamos de sociologia. Nas últimas décadas, este nome foi gradativamente sendo conhecidopelas pessoas e, em nossos dias, fala-se em “sociologia” e em “sociólogo” como se esses termos se referissem a algo bem conhecido. Ocorre, entretanto, que se antes não se tinha idéia do que era a sociologia, agora se tem, de um modo geral, uma idéia equivocada. A sociologia é com freqüência confundida com outras áreas de atividade, notadamente a assistência social. Vejamos alguns exemplos dessaconfusão. Há médicos que esperam de um sociólogo que este lhe aconselhe sobre como informar a um paciente a respeito da gravidade de sua enfermidade. Há engenheiros que supõem que um sociólogo saberá orientá-lo em relação a como se relacionar de forma mais satisfatória com operários. Ora, sociologia nada tem a ver com demandas dessa natureza. Por outro lado, de um modo geral, tem-se a expectativa deque um sociólogo é um profissional capaz de solucionar problemas como o da criminalidade, desigualdade social ou preconceito racial. O objetivo deste Tópico é esclarecer que a sociologia não tem qualquer relação com a assistência social e que, embora ela se relacione com a engenharia social (isto é, com a busca de solução para problemas como desemprego, criminalidade etc.) ela não se resume aisto. Trata-se de esclarecer que a sociologia é uma disciplina científica que procura explicar certos fenômenos da mesma maneira que um biólogo, um físico ou um químico o fazem. Para que tal esclarecimento seja dado, entretanto, é fundamental ensinar que a sociologia surgiu, na virada do século XIX para o século XX, em resposta a um desafio específico: o de explicar o comportamento humano de uma formacomo nenhuma ciência do comportamento até então existente fora capaz de fazer. Condições prévias para ensinar Dada a natureza introdutória deste tópico, o professor não deve pressupor nenhum conhecimento prévio do aluno. O que ensinar 1. Sugerimos que o aluno seja exposto a uma obra exemplar de sociologia, para assim ter uma idéia de o que um sociólogo pretende e como ele trabalha. Uma obra quecumpriria muito bem este papel seria o livro de Émile Durkheim O Suicídio, de 1897. Este livro ilustra particularmente bem o tipo de desafio que a sociologia teve que enfrentar para se estabelecer como mais uma ciência do comportamento humano, quando já existiam a economia, a psicologia, sem falar na história e nas ciências jurídicas. 2. Na época de Durkheim, o suicídio era explicado como umresultado de fatores como a imitação, a loucura, decepção amorosa, receio de condenação, falência financeira, dores físicas etc. Para Durkheim, fatores como estes só explicam o suicídio de uma forma muito superficial. Recorramos a um exemplo de uma outra área para explicar melhor o raciocínio de Durkheim. Suponha que alguém tenha, na pele, a presença excessiva de uma bactéria chamada estreptococos.Quando isto acontece, qualquer pequeno arranhão pode precipitar o aparecimento de brotoeja na pele. Pois muito bem: para Durkheim, dizer que alguém se matou porque do dia para a noite se viu na miséria, ou porque descobriu que a mulher a quem tanto amava tinha um amante ou porque não tem como pagar suas dívidas é tão insatisfatório quanto dizer que alguém teve uma brotoeja porque sofreu um arranhão. Éverdade que se não tivesse havido o arranhão, não teria havido também a brotoeja, mas o arranhão só pôde ocasionar a brotoeja porque ocorreu em uma pele na qual já havia um excesso de estreptococos. A verdadeira causa foi então o excesso de estreptococos na pele, e não o arranhão. Para Durkheim, este mesmo raciocínio se aplicava para a explicação do suicídio. Pode-se dizer que o desafio que ele...
tracking img