Sociolinguistica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4454 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A CONCORDÂNCIA DE NÚMERO
NO SINTAGMA NOMINAL NA FALA
DOS ESTUDANTES DA REDE PÚBLICA
DE ENSINO DE SANTO ANTÔNIO DE JESUS-BA
Dayane Moreira Lemos (UNEB)1
dayaneml@yahoo.com.br

Brasil, um país colonizado, é mundialmente reconhecido por
sua diversidade cultural, por uma mistura de povos que origina uma
população matizada, única e singular. Mas, a mistura de índios,
brancos e negros, não só originounovas culturas, o encontro desses
povos originou de antemão um caos linguístico. Como conviver em
uma comunidade bilíngue, multilíngue? Como haver comunicação
entre os povos?
Tais perguntas se tornam inevitáveis em tal contexto, uma vez
que a linguagem gestual já havia se tornado limitada depois que o
homem descobriu que emitindo sons articulados poderiam estabelecer diálogo. Devido à necessidadede comunicação se elegeu, no
Brasil, uma língua oficial, o que acarretou, em 1758 pelo decreto de
Marques de Pombal, a fixação do português como língua oficial brasileira. Dessa forma, tal decreto obrigou a população negra e indígena a utilizarem a língua do colonizador, porém a implantação do decreto não significou a exclusão das centenas de línguas que vigoravam no país.
Em um processo gradual oportuguês passou a vigorar, à medida que havia os intercâmbios entres as diversas populações, porém
o português dos colonizados e/ou escravizados foram ganhando características peculiares que o diferenciava e diferencia do português

Discente concluinte do curso de Letras Vernáculas da Universidade do Estado da Bahia –
Campus v, vinculada ao grupo de pesquisa "Múltiplas linguagens: estudo, ensinoe formação
docente" - Certificado pela Universidade do Estado da Bahia; bolsista do Projeto de pesquisa
“A fala dos estudantes da rede pública de Santo Antônio de Jesus-Ba”, financiado pelo PICIN e
organizado pela professora Ms. Patrícia Ribeiro de Andrade, Lattes:
http://lattes.cnpq.br/3691443901148216
1

39
europeu, estabelecendo o que se reconhece hoje como Variação Linguística.
Devido aolongo processo de colonização e exploração a língua portuguesa, na modalidade brasileira, se torna um campo frutífero de pesquisas através desse potencial linguístico tão peculiar. Assim, se faz necessário a existência de uma ciência que se dedique a
tal aspecto, nesse sentido surge a sociolinguística, dando lugar de
destaque às variações e às mudanças linguísticas ocorridas dentro
das diversascomunidades, aspectos essenciais ao funcionamento da
língua. Através do aparato teórico-metodológico dessa ciência é possível a realização de diversas pesquisas sobre os dialetos do português do Brasil, constituindo no país um campo fértil para investigação.
O modelo teórico da Sociolinguística possibilitou que fossem
inseridos nos estudos da linguagem eventos sócio-históricos e culturais, hoje tidoscomo essenciais para a análise do dialeto de uma dada comunidade. Essa vertente da ciência da linguagem imprimiu na
investigação a cultura de que a língua falada numa sociedade é heterogênea e como tal, é falada variavelmente, em conformidade com
aspectos sociais, históricos, políticos, econômicos e culturais das diversas comunidades que compõem o todo social.
Através desse aparato teórico que sepretende discutir e analisar um fenômeno que vem ganhando espaço entre os falantes do português brasileiro, que é a ausência da marca de plural em todos os elementos flexionáveis do Sintagma Nomina (SN). Pesquisas vêm
demonstrando que os brasileiros tem se distanciado do padrão fixo
proposto pelas gramáticas normativas, em que todos os itens do sintagma nominal devem ser, obrigatoriamente,flexionados.
Sendo assim, o projeto objetiva demonstrar que o uso da concordância de número no SN na fala dos estudantes da rede pública de
Santo Antônio de Jesus-Ba é uma regra variável, ratificando pesquisas anteriores. Para que uma pesquisa desse nível, sociolinguístico,
seja realizada é preciso passar por alguns processos: a coleta de dados, as transcrições, codificações e análises.
Diante de um...
tracking img