Sociedade multiculturalismo e direitos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2314 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho de SMD-

(Junho 2010)




EXERCÍCIO 1-



1a. O que significa “modernização reflexiva”? Cite dois exemplos de processos a ela associados.

Vivemos em uma época na qual podemos perceber que “as conseqüências da modernidade estão se tornando mais radicalizadas e universalizadas do que antes”. Ou seja, observamos que o ritmo incalculado de modernização prejudica as relaçõessociais e ambientais. Criou-se então uma forma de modernidade que confronta a antiga convicção de sociedade industrial com as novas formas sociais transformadoras. É a chamada “modernidade reflexiva” e que proporciona às pessoas uma vida mais segura e prazerosa.
Exemplos associados à modernidade reflexiva são:
- substituição da exploração ilimitada pela exploração auto-sustentável;
-substituição da identidade baseada em classes, partidos e ideologias por uma individualização além das classes e pluralidade de estilos de vida;


1 GIDDENS, A. As Conseqüências da Modernidade. São Paulo: UNESP, 1991.
Fonte: http://rxmartins.pro.br/teceduc/modernidade-e-riscos.pdf Acesso em 9 junho 2010


1b. Considerando o texto de Dowbor, faça uma crítica e aponte exemplos de contradições entreeconomia e ética.

Segundo Dowbor em seu livro “Ética na economia”, esta se baseia, na maioria das vezes, apenas nos lucros, nos rendimentos e nos prejuízos financeiros e deixa de lado a preocupação social e ambiental; deixa de lado a ética. Para a economia, quem tem lucro acaba tendo vantagem sobre os outros e se torna, merecidamente, cada vez mais soberano. Isso aumenta as diferenças sociaise, consequentemente, as disputas entre os cidadãos, que acabam brigando por status, poder e dinheiro.

Já no âmbito ambiental também se observa uma centrada busca pelo lucro_ ou, como citou Dowbor, “um vale tudo por dinheiro”. A economia se presta, em muitos casos, ao serviço de calcular se, para manter o ritmo de produção da empresa, vale a pena agredir a natureza e depois pagar umapossível multa ao invés de evitá-las por princípio. Esse ato, além de ter conseqüências desastrosas para todos é totalmente imoral.

Sita- se também, no livro, outro exemplo de que as instituições não se importam com nada além de enriquecerem_ muito menos com a ética_ é tido quando produtores de cigarro pronunciaram que não tem de se preocupar com a saúde da população, que isso é dever dogoverno. Aliás, afirmou-se ainda que se as pessoas morressem melhor seria, pois se gastaria menos com aposentadorias.

Diante desses fatos, percebe-se que ética e economia, infelizmente, não caminham juntas. Aliás, segundo o autor, a primeira nem é lecionada nos cursos de economia. O fato é que a natureza é limitada, ou seja, se esse ritmo desenfreado e despreocupado de produção continuar um diaela se esgotará. Para que isso não chegue a acontecer, para Dowbor, tem-se que associar a economia coma ética, criando assim o bom-senso e uma preocupação não só “pontual e isolado das conseqüências”, mas sim global.



1c. Qual é a diferença entre as concepções de “Identidade” essencialista e não-essencialista?  Dê um exemplo de conflito associado a isso?

Segundo Kathryn Woodward,identidade se diferencia em duas perspectivas: essencialista e não-essencialista. Na primeira, a identidade é imutável e unificada; não se diferencia ao longo do tempo _ assim como Stuart Hall afirma ser o “sujeito do Iluminismo”. Já na segunda perspectiva a identidade não é permanente, é afixa, se transforma sistematicamente. Dessa forma, essa se compara ao “sujeito pós-moderno” definido pelo mesmoautor.
Um exemplo de conflito associado à identidade que foi citado por Woodward é referente à definição de “sérvio”. Na visão essencialista sugere-se que há “características que todos os sérvios partilham e que não se altera ao longo do tempo”. Mas na não- essencialista atentar-se-ia à mudança que o conceito de “ser um sérvio” passa.


WOODWARD, Kathryn. "Identidade e diferença: uma...
tracking img