Sociedade em comandita simples

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1325 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica do Paraná
CENTRO DE CIENCIAS, TECNOLOGIA E PRODUÇÃO
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

ANDRÉIA CRISTINA SILVA
JÉSSICA KAMILLA WELTER
MICHEL BAETTKER DASPETT PAEZ
THAIS ALEXANDRA ZAURA
TUISE VANESSA RAUBER






SOCIEDADE EM COMANDITA SIMLES














TOLEDO
2012
ANDRÉIA CRISTINA SILVA
BRUNA LETÍCIA GASPARIN
JÉSSICA KAMILLA WELTER
MICHELBAETTKER DASPETT PAEZ
THAIS ALEXANDRA ZAURA
TUISE VANESSA RAUBER










SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLES

TRABALHO APRESENTADO À DISCIPLINA DE DIREITO EMPRESARIAL, DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ, COMO REQUISITO PARA OBTENÇÃO DE NOTA PARCIAL.

Professor: Domingos Vida Costa Filho










TOLEDO
2012
INTRODUÇÃOQuando duas ou mais pessoas constituem uma sociedade comercial, contratual ou institucional, têm opção de escolher uma das sete espécies previstas na Lei. A espécie de sociedade que apresentaremos a partir deste, é a Sociedade em Comandita Simples.
Com este, pretende-se expor um pouco sobre os conhecimentos adquiridos apartir da pesquisa realizada sobre a Sociedade citada anteriormente.Conhecidmentos estes como: Quem forma a Sociedade em Comandita Simples, as suas características, como que ela se extingue e o que acontece quando um dos sócios falta.
























SOCIEDADES

São organizações com fim lucrativo. As associações, ao contrário, não visam lucro, destinando-se apenas a atividades culturais, religiosas ou recreativas.Dividem-se as sociedades em não personificadas e personificadas. As não personificadas, em numero de apenas dois tipos, são as que não possuem registro e não adquirem personalidade jurídica (sociedade em comum e sociedade em conta de participação).
Sociedades personificadas são as que, mediante o registro comepetente, adquirem personalidade jurídica distinta da dos sócios. Dividem-se emsociedades simples, cooperativas, e sociedades empresariais.
Quando duas ou mais pessoas constituem uma sociedade comercial, contratual ou institucional, têm opção de escolher uma das sete espécies previstas na Lei. Uma vez escolhido um dos tipos, a estrutura jurídica da sociedade não depende da vontade e da imaginação dos sócios, porque já está traçada na Lei. Portanto seguir-se-ão os efeitosnormais, próprios de cada modelo jurídico. O Código Comercial prevê as sociedades em nome coletivo, as sociedades em comandita simples, as sociedades de capital e indústria e as sociedades em conta de participação. Lei especial regula as sociedades anônimas, as sociedades em comandita por ações e as sociedades por cotas de responsabilidade limitada.




SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLESAs sociedades em comandita simples são as mais antigas conhecidas. Suas origens prendem-se ao desenvolvimento do comércio marítimo, sobretudo o italiano do século XIV, para qual representou, de certo modo, o mesmo que as sociedades anônimas na atualidade. Provêm do antigo contrato de comenda, da idade média, próprio das pessoas abastadas, principalmente nobres, que não queriam exercer o comércioindividualmente, dado o caráter infamante da atividade comercial nessa ocasião. Assim, convencionavam, como capitalista, a prestação de capitais confiados a um empresário que viajava e que frequentemente era capitão de um navio, os commendatores permaneciam em terra, eram sócios ocultos. Os empresários eram os sócios ostensivos, administradores da expedição e reesposáveis pelo seu sucesso oufracasso. O código de França acolheu esse tipo de sociedade em 1807, como já o fizera antes da Ordenança de 1673. Daí passou para os demais códigos comerciais, inclusive o brasileiro, que trata do assunto nos artigos 311 a 314.
A sociedade em comandita simples tem previsão nos artigos 1.045 a 1.051 do Código Civil. Não é muito utilizada na prática.
Na sociedade em comandita simples há os...
tracking img