Sociedade capitalistas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1667 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL

PAULA DE ARAÚJO REIS

SOCIEDADE CAPITALISTA E SUAS FACES

PORTO NACIONAL-TOCANTINS
2011

PAULA DE ARAÚJO REIS

SOCIEDADE CAPITALISTA E SUAS FACES

Trabalho apresentado ao Curso Serviço Social da
UNOPAR -Universidade Norte do Paraná, para as disciplina:Sociologia
Psicologia Social
Psicologia geral
Fundamentos históricos, teóricos e metodológicos do serviço social lI



Profs.:Adarly Rosana Gois
Sergio de Goes Barbosa
Lisnéia Rampazzo
Marcia Bastos


PORTO NACIONAL- TOCANTINS2011

SUMÁRIO

1- INTRODUÇÃO.......................................................................................04

2- DESENVOLVIMENTO......................................................................05-07

3- CONCLUSÃO..................................................................................... .08

4- REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS.....................................................09

1- INTRODUÇÃO

Esta resenha crítica faz uma reflexão sobre o desenvolvimento capitalista, o qual possui um único objetivo principal, o acúmulo de capital, e para isso necessita-se de mão de obra barata, produtiva e qualificada. É através disso que gera os grandes problemas da sociedade. A desigualdade social é muito grande, o acúmulo de capital estáconcentrado nas mãos de uma minoria, que é a detentora do poder, desigualdade de direitos, exclusão social. Este texto tem o objetivo de demonstrar um pouco dessas situações, vivenciada pela maior parte da sociedade, servindo apenas como meio de exploração estando à margem do desenvolvimento. É neste contexto que surge a importância da profissão Serviço Social, em que faz a ponte entre a sociedade eo poder.

2- DESENVOLVIMENTO
A SOCIEDADE CAPITALISTA E SUAS FACES

A obra a ser resenhada é o texto: “A trajetória do Serviço Social no Brasil-Capítulo II”; em que fala-se do surgimento da profissão Serviço Social junto ao desenvolvimento capitalista.
O sistema vigente no país, o capitalismo, trouxe muito pontos positivos, entre eles: um crescimento econômico considerável,com isso um padrão de vida melhor, como uma melhor disponibilidade de alimentos, habitação, vestuário e cuidados de saúde; a diminuição do número de horas trabalhadas por semana e a diminuição da participação das crianças e dos idosos no mercado de trabalho; a liberdade econômica do capitalismo competitivo; liberdade política e muitos outros.
Porém esses benefícios não atinge toda a sociedade,visto que o capitalismo está associado à desigual distribuição de renda e poder, uma tendência de monopólio ou oligopólio no mercado, imperialismo, a guerra contra-revolucionária e várias formas de exploração econômica e cultural, a repressão dos trabalhadores sindicalistas e fenômenos como a alienação social,desigualdade econômica, desemprego e instabilidade econômica. O capitalismo é consideradopor muitos socialistas um sistema irracional em que a produção e a direção da economia não são planejadas, criando muitas incoerências e contradições internas. Tem também a questão ambiental, que devido ao contínuo crescimento econômico, os recursos naturais vão se esgotando. O padrão de vida melhor não chega à toda população, muitas pessoas passam fome enquanto toneladas de alimentos vão para olixo todos os dias.
A profissão Serviço Social foi criada para intermediar entre o poder institucional, que estabelecem as leis , e a população, que é receptora das leis; para que as leis sejam usadas e executadas de forma justa à população, receptora das políticas capitalistas.
O Problema da desigualdade social no Brasil é vivenciado desde muitas décadas, porém nada era feito para combater...
tracking img