Sistemas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7983 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ANAIS
GERENCIAMENTO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS EM FORNECEDORES DE
SEGUNDA CAMADA NO SETOR AUTOMOBILÍSTICO BRASILEIRO

RICARDO ALEXANDRE SOARES ( ricardo.soares@alcoa.com.br )
UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ - UNIFEI
RENATO DA SILVA LIMA ( rslima@unifei.edu.br , rslima@pq.cnpq.br )
UNIVERSIDADE FEDERAL DE ITAJUBÁ

RESUMO
O trabalho apresenta uma pesquisa-ação conduzida através da técnicaSSA (Soft System
Analysys) em uma empresa de autopeças, categoria de sistemas de distribuição elétrica para
veículos automotores, que teve por objetivo analisar e propor melhorias no abastecimento do elo
autopeças e fornecedores de segunda camada de uma cadeia de suprimentos do setor
automobilístico. Pode-se concluir, de modo geral, que é necessária a implementação da lista de
sugestõesobtidas no trabalho (ainda que de modo parcial e/ou gradual) para que o elo autopeças
e fornecedores estejam mais alinhados com as iniciativas e práticas do SCM da indústria
automobilística brasileira.
Palavras-chave: Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos (SCM); Indústria Automobilística
Brasileira; Gestão de Relacionamento com Fornecedores (SRM).
1. INTRODUÇÃO
Desde a década de 90 o ambienteindustrial está numa profunda reflexão dos paradigmas sobre o
desenvolvimento dos sistemas produtivos. A lógica de produção industrial, comercialização e de
relacionamento entre empresas e pessoas está sendo revista, acarretando em mudanças
substanciais da cadeia de suprimentos das indústrias. Nesse contexto, surge o Gerenciamento da
Cadeia de Suprimentos (SCM – Supply Chain Management). SegundoPires (1998), o SCM é um
modelo competitivo estratégico e gerencial para as empresas industriais, definido como a
integração holística dos processos de negócios por meio da cadeia produtiva. O objetivo do SCM
é maximizar as sinergias entre todas as partes da cadeia para servir o consumidor final mais
efetivamente, seja reduzindo custo ou acrescentando valor ao produto. A redução de custo podeser obtida através de menos transações, reduzida variabilidade da demanda e baixos custos de
transporte, estocagem e inventário. Valor pode ser adicionado através da criação de bens e
serviços customizados, desenvolvendo competências distintas através de toda a cadeia e pela
ajuda a ambos, consumidores e fornecedores para se fazer mais dinheiro através do melhor
entendimento de seu negócio(GOBBO e PIRES, 1997).
O desenvolvimento e a aplicação dos conceitos do gerenciamento da cadeia de suprimentos
apresentam grande crescimento nas indústrias automobilísticas devido ao alto nível de
1/16

ANAIS
competitividade existente nesta atividade e ao seu pioneirismo na implantação de inovações
tecnológicas e gerenciais dentro do ramo industrial (PIRES, 2004). A indústria automobilísticabrasileira não foge desse contexto. Seu histórico sempre foi de transformações em sua estrutura
de cadeia de suprimentos, indo da importação direta de automóveis no seu surgimento no início
do século XX, passando pelo CKD (Completely Knocked Down) e chegando aos dias atuais, onde
se busca a implantação do SCM como uma das formas de se buscar competitividade global
(CARMO e HAMACHER, 2001). Aliteratura já apresenta vários trabalhos relatando aplicações
de SCM nas indústrias automobilísticas (MARX ET AL.,1998; PIRES, 1998; PIRES, 2004;
FIRMO E LIMA, 20005; FERREIRA E ALVES, 2005), porém com maior foco na rede imediata
(tier 1): elo montadora e fornecedores de primeira camada. Nos elos seguintes, os fornecedores
dos fornecedores (tier 2,3), a literatura oferece poucas publicações.Assim, esse trabalho apresenta uma pesquisa-ação conduzida através da técnica SSA (Soft System
Analysys) em uma empresa de autopeças, categoria de sistemas de distribuição elétrica para
veículos automotores, que teve por objetivo analisar e propor melhorias no abastecimento do elo
autopeças e fornecedores de segunda camada de uma cadeia de suprimentos do setor
automobilístico. A questão de...
tracking img