Sistemas de encomenda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3504 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UF 8 – SISTEMAS DE ENCOMENDAS

OBJECTIVOS
Enumerar os principais aspectos relacionados com a gestão de stocks.
Identificar os custos associados à gestão de inventário. caracterizar os diferentes sistemas de

encomenda, identificando o mais adequado

para cada situação.

CONTEÚDOS
Princípios da gestão de stocks
Definição e objectivos de gestão de inventário
- Possibilidade desatisfação das necessidades dos clientes ;

- Garantia do correcto abastecimento de todos os intervenientes, evitando excessos / insuficiência de
produto;

- Minimização dos custos logísticos



Tipo de matérias a armazenar - Matérias-primas - Componentes e produtos em vias de fabrico - Consumíveis - Produtos finais






Determinantes do nível óptimo de stock - Níveis de procura eprevisão de encomendas - Procura independente (aleatória) - Procura dependente (associada à produção de um bem principal) - A política de inventário da empresa - Nível de serviço pretendido

 Indicadores

logístico - Nível de serviço actual - Sistema de preparação de encomendas - Tempos de entrega
específicas dos produtos

de performance do sistema

 Condicionantes

- Perecibilidade- Sazonalidade - Condições de conservação

 Condicionantes

armazenagem − Necessidade de espaço de armazenagem − Condições de armazenagem − Requisitos legais de armazenagem − Perigosidade das matérias  Condições do mercado − Concorrência e intensidade competitiva; − Consumidores − Ciclo económico e condições da procura − Condicionantes legais e políticas − Condições do mercadoespecíficas de



Política de marketing da empresa − Ciclo de vida do produto − Cobertura do mercado
e agressividade promocional − Condições de entrega − Quantidades de encomenda − Custos de encomenda − Descontos de quantidade − Negócios pontuais

 Calendário

 Custos

associados à gestão de inventário

− Custo da colocação da encomenda − Custo da expedição da mercadoria − Custo da recepçãoe do manuseamento da encomenda

Sistemas de encomenda
− Modelos de reposição de mercadorias − Modelos de reposição instantânea − Modelos de reposição não instantânea − Descontos de quantidade − Modelos de nível de encomenda − Política de revisão cíclica

 Sistemas hierárquicos de reposição de stocks - Material requirement planning (MRP) ; Logistics requirement planning (LRP); Just in time(JIT).  Sistemas de apoio à tomada de decisão - Sistemas de informação; Sistemas de previsão; A análise ABC  Avaliação

e melhoria do sistema de encomendas
- Necessidade do stock de segurança; Níveis de serviço dos fornecedores; Avaliação dos fornecedores

STOCKS
Stock é o conjunto de materiais consumíveis ou de

mercadorias acumulados, a espera de uma utilização posterior, mais oumenos próxima, e que
permite assegurar o fornecimento aos utilizadores quando necessário.

São os elementos patrimoniais classificados e valorizados em Inventários e Activos Biológicos na
contabilidade da empresa.

A GESTÃO DE STOCKS
A Gestão de Stocks assume nas empresas modernas um papel fundamental, sendo uma das

ferramentas mais importantes ao dispor da gestão
para maximizar os seusresultados líquidos. A manutenção de um nível adequado de Stocks é um desafio que é colocado aos gestores, já que é

necessário minimizar os custos de stocks, não
pondo em risco a operacionalidade de toda a logística das empresas.

A GESTÃO DE STOCKS
 Tem

como objectivo a manutenção das
a um nível que permita o

existências
baixo custo.
 Possibilita

abastecimento regular daempresa ao mais

a gestão das necessidades de

materiais a encomendar, qual o destino dessa encomenda e em que momento

temporal deverá ser efectuada.

A GESTÃO DE STOCKS
A gestão de stocks é, dito de forma simplificada, o conjunto de acções que visa manter o stock ao mais baixo nível em termos quantitativos e de custo, garantindo simultaneamente o fornecimento regular da empresa e a...
tracking img