Sistema sexual masculino

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2875 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITARIO UNINOVAFAPI
CURSO: ODONTOLOGIA – 3 BLOCO
DISCIPLINA: FISIOLOGIA HUMANA

SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO

TERESINA
2012
SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
ORGÃOS DO SISTEMA REPRODUTOR MASCULINO
O sistema reprodutor masculino é composto por inúmeras estruturas, são elas:
Nostestículos é onde são formados o esperma, onde é secretada a testosterona; o epidídimo é um sistema de túbulos enovelados por onde passam os espermatozoides durante a maturação; o ducto ou canal deferente é o local onde o esperma fica localizado e também conduz o esperma do epidídimo à uretra; a vesícula seminal é uma glândula que produz o liquido seminal durante o ato sexual; a próstata é uma grandeglândula que produz o liquido prostático alcalino restabelecendo a alcalinidade da uretra; o pênis constitui o que conhecemos comoo órgão sexual masculino externo, que é formado por dois corpos cavernosos e um corpo esponjosa, por onde passa a uretra peniana, nesses corpos encontram-se espaços que preenchem-se de sangue promovendo a ereção. Na extremidade do pênis, nota-se a glande que é formadasomente por corpo esponjoso sendo uma região extremante sensível a estímulos.
TÚBULOS SEMINIFEROS E FORMAÇÃO DO ESPERMA
Os túbulos seminíferos localizam-se nos testículos, sendo que cada lóbulo testicular é composto por um a quatro destes túbulos que alojam como novelos dentro de um tecido conjuntivo frouxo rico em vasos sanguíneos e linfáticos. É nos túbulos seminífero que ocorre a produção dosespermatozoides. Cada testículo possui de 250 a 1000 túbulos que medem aproximadamente 150 a 250 µm de diâmetro e 30-70 centímetros de comprimento cada um, sendo o comprimento combinado dos túbulos de um testículo de aproximadamente 250 metros.
Esses túbulos enovelados iniciam em fundo cego e terminam em curtos tubos denominados por túbulos. Estes conectam os túbulos seminíferos com um labirinto decanais anastomosados, revestidos por um epitélio simples pavimentoso, dando origem á rede testicular, localizado em um espessamento da albugínea. Em continuação, aproximadamente 10 a 20 ductos eferentes ligam a rede testicular à porção cefálica do epidídimo.
Os túbulos seminíferos consistem em dois tipos de células: células de Sertoli e células que constituem a linhagem espermatogênica. Estasúltimas estão dispostas em 4 a 8 camadas e sua função é a produção de gametas masculinos. A de produção de espermatozoide é conhecida como espermatogênese.
A formação do espermatozóide é chamada de espermatogênese. O exterior de cada tubo seminífero é envolvido por tecido conjuntivo e, imediatamente em seu interior, existe grande número de células, chamadas espermatogônias. Essas células tambémsão chamadas de células germinais masculinas, por ser delas que derivam todos os espermatozóides.
As espermatogônias estão em replicação continua, formando mais espermatogônias e também células que, eventualmente, se transformarão em espermatozoides. A formação dos espermatócitos primários, a partir das espermatogônias é a primeira etapa da espermatogênese. Cada um dos espermatócitos primários formaespermatócitos secundários que, por sua vez, também dão origem, cada um, a duas espermátides. A espermátide então, se transforma no espermatozóide, perdendo, inicialmente, parte do seu citoplasma e, depois, reorganizando a cromatina de seu núcleo, para formar uma cabeça compacta e, por fim, pela coleção do citoplasma restante e a membrana celular em uma de suas extremidades, para formar a cauda.Lembre-se que durante a divisão celular os cromossomos se duplicam, tornando-se duas cromátides conectadas. Na primeira divisão meiótica estas cromátides conectadas não se separam, isso só ocorre na segunda divisão.
DIVISÃO DOS CROMOSSOMOS DURANTE A FORMAÇÃO DO ESPERMA
Quando o espermatócitos se multiplicam, a divisão celular não é do tipo usual, pois cada um dos 23 pares de cromossomos...
tracking img