Sistema endocrino

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2903 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
e sTRessE
MEDICINA

Como ele abala as defesas do
O conceito de que
o estresse está relacionado
ao enfraquecimento
das defesas imunológicas
é bastante conhecido.
O ressurgimento do herpes
labial, por exemplo,
é com freqüência associado
a essa condição.
E quem nunca ficou
gripado após um período
de intenso estresse?
Pesquisas recentes
no ramo da
psiconeuroimunologia
estãofornecendo algumas
explicações sobre as vias
pelas quais o estresse
afeta o sistema
imunológico, modulando
as respostas de defesa
do organismo.

Moisés Evandro Bauer
Instituto de Pesquisas Biomédicas
e Faculdade de Biociências,
Pontifícia Universidade Católica
do Rio Grande do Sul
2 0 • C IIÊ N C IIA H O JJE • v o ll.. 3 0 • n º 1 7 9
20 • C ÊNC A HO E • vo 30 • nº 179

Graças aos avançosrevolucionários na medicina, em especial nas últimas décadas, e às estratégias de saúde pública, as
doenças que hoje afligem boa parte da humanidade são
bem diferentes das que eram comuns há um século: não
temos que nos preocupar com doenças infecciosas
(exceto Aids e tuberculose) ou com doenças relacionadas à falta de higiene ou à nutrição inadequada.
As doenças que atingem o ser humanoagora são
aquelas caracterizadas pelo acúmulo lento e progressivo de danos, como as doenças cardiovasculares, o
câncer e os derrames. Embora não seja agradável morrer
de qualquer dessas doenças, elas certamente representam uma grande mudança em relação à possibilidade de
falecer antes dos 30 anos devido a uma doença infecciosa, como aconteceu, por exemplo, com a peste negra,
que dizimou milhõesde pessoas na Idade Média.
Acompanhando essa alteração no padrão de doenças,
surgiram mudanças na maneira como as percebemos.
Entendemos, em especial, que o estresse – quadro de
distúrbios físicos e emocionais provocado por diferentes tipos de fatores que alteram o equilíbrio interno do
organismo – pode nos tornar doentes. Uma mudança na
medicina foi o entendimento de que muitas das doençasde acúmulo de danos podem ser causadas ou agravadas
pelo estresse (ver ‘O estresse e as doenças’ em CH no 99).
Um dos primeiros cientistas a demonstrar experimentalmente a ligação do estresse com o enfraquecimento do sistema imunológico foi o microbiólogo francês Louis Pasteur (1822-1895). Em estudo pioneiro, no
final do século 19, ele observou que galinhas expostas a
condições estressanteseram mais suscetíveis a infecções
bacterianas (bacilos de antraz) que galinhas não estressadas. Desde então, o estresse é tido como um fator de
risco para inúmeras patologias que afligem as sociedades humanas (figura 1).
De acordo com dados da Organização Mundial da
Saúde, o estresse afeta mais de 90% da população mun- 4

MEDICINA

Doenças associadas
ao estresse crônico
Patologiascardiovasculares
(arteriosclerose, derrames)

Metabólicas

corpo?

(diabetes insulino-resistente ou tipo 2)

Gastrointestinais
(úlceras, colite)

Distúrbios
do crescimento
(nanismo psicogênico,
aumento do risco de osteoporose)

Reprodutivas
(impotência, amenorréia,
aborto espontâneo)

Infecciosas
(herpes labial, gripes e resfriados)
Figura 1.
Diversos
estudos já
revelam umaassociação
entre o
estresse
crônico
e muitas
doenças, entre
elas o câncer

Reumáticas
(lúpus, artrite reumatóide)

Câncer
Depressão
janeiro/fevereiro de 2002 • CIÊNCIA HOJE • 21

MEDICINA

Figura 2. O estresse ativa o eixo
hipotálamo-hipófise-adrenal:
a hipófise anterior libera
o hormônio ACTH, que induz
a liberação de cortisol – principal
hormônio regulador do sistemaimunológico – pelo córtex
das glândulas adrenais

(Supra(Suprar enais)

doenças degenerativas (como o
mal de Alzheimer, que causa demência) e outros.
Um terceiro tipo de estressor
pode ainda ser considerado: as
infecções. Vírus, bactérias, fungos ou parasitas que infectam o
ser humano induzem a liberação
de citocinas (proteínas com ação
regulatória) pelos macrófagos, os
glóbulos brancos...
tracking img