Sistema bethesda

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2049 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Introdução

1.1 História e evolução

Em dezembro de 1988, um pequeno grupo de indivíduos com experiência em citologia, histopatologia e tratamento de pacientes participou de um encontro promovido pelo NCI em Bethesda, Maryland. Este tinha como objetivo desenvolver um sistema de descrição dos esfregaços de Papanicolau que representaria a interpretação citológica de um modo claro relevantepara o clínico. Antes disso, os laboratórios usavam um sistema de classificação de Papanicolau numérico, confuso e frequentimente idiossincrásico, ou a terminologia “displasia”, que apresentava pouca reprodutibilidade entre observadores, na prática.
O resultado deste primeiro encontro foi o Sistema Bethesda de 1988 (TSB). Esta nova terminologia refletiu três princípios fundamentas:

1. Aterminologia deve comunicar informações clinicamente relevantes a partir do laboratório para o médico responsável pelo atendimento das pacientes.
2. A terminologia deve ser uniforme e razoavelmente reprodutível entre diferentes patologistas e laboratórios e deve ser também, bastante flexível para se adaptar a uma grande variedade de situações laboratoriais e geográficas.
3. A terminologiadeve refletir a compreensão mais atual da neoplasia cervical.

A nova nomenclatura foi inicialmente recebida com cecitismo por diversos por diversos autores não somente porque a sua proposta consistia na substituição de classificações em uso há diversas décadas, mas também porque eliminava a categoria diagnóstica de displasia moderada ou NIC II. O TBS propôs uma divisão em duas partes, aslesões intra-epiteliais escamosas de baixo e alto grau (LSIL e HSIL). Essa diminuição de categoria de displasias foi baseada nos princípios do Sistema Bethesda já afirmados:

a. LSIL era frequentimente acompanhada, mas levava a uma avaliação colposcópica.
b. O número reduzido de categorias diagnósticas melhorou a variabilidade entre diferentes observadores e a reprodutibilidade entre omesmo.
c. As pesquisas sugerem que a biologia das anormalidades cervicais poderia não ser tão Linear e contínua como foi implicado pelo espectro das alterações morfológicas.

De todas as alterações introduzidas pelo Sistema, nenhuma foi tão complicada e problemática com as “células escamosas atípicas de significado indeterminado”, ou ASCUS. Esta é uma verdadeira reflexão sobre a incapacidadedo citopatologista em estabelecer um diagnóstico definitivo em alguns casos.
Pelo fato de existir um grande índice de mulheres com ASCUS e de tratamento não ser tão claro criou-se o Estudo de Triagem ASCUS/LSIL – ALTS, para determinar o melhor tratamento possível para essas mulheres.
O relatório de Citopatologia é constituído pelas seguintes etapas: a etapa 1 constitui a avaliação geral quantoa qualidade do material; na etapa 2 é definido se aquele esfregaço adequado encontra-se dentro dos padrões da normalidade e determina como esfregaço alterado deve ser classificado.
Na medida do possível, as normas do Sistema de Bethesda devem ser obedecidas. Não custa lembrar que a nova reunião de Bethesda, em 2001, aprimorou o Sistema de Bethesda com as recomendações que se seguem.

2. Osistema

Como já foi dito anteriormente, o Sistema de Bethesda objetiva promover a unificação dos esfregaços genitais femininos, de tal forma que fosse possível: melhorar a comunicação entre citopatologistas, patologistas cirúrgicos e ginecologistas; e oferecer um sistema único de relatório, o qual poderia facilitar as análises estatísticas das informações.
A terminologia deve ser uniforme erazoavelmente reprodutível entre diferentes patologistas e laboratórios e deve ser também, bastante flexível para se adaptar a uma grande variedade de situações laboratoriais e localizações geográficas.
A terminologia deve refletir a compreensão mais atual da neoplasia cervical.

3. Laudos Citológicos

Atualmente, as normas a serem seguidas para a adequada confecção de um laudo...
tracking img