Nomenclatura brasileira de laudos citopatologicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1506 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Nomenclatura Brasileira

Norma Imperio DIPAT

“O momento mais eletrizante de minha carreira foi quando descobri que era capaz de observar células cancerosas num colo do útero através do esfregaço”
George Nicholas Papanicolaou – 1883-1962

Classificação de Papanicolaou (1943)
Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Ausência de células atípicas ou anormais Citologia atípica semevidência de malignidade Citologia sugestiva de malignidade Citologia muito suspeita de malignidade Citologia conclusiva de malignidade

Classificação Citológica
Ruth Graham

• • • •

Positivo Suspeito / duvidoso Negativo Insatisfatório

Classificação Citológica

Dib Gebara - 1950 1 – Esfregaços negativos 2 – Esfregaços pouco suspeitos 3 – Esfregaços muito suspeitos 4 – Esfregaçospositivos

Nomenclatura
1949 G. Papanicolaou Displasia

1953Reagan e cols. Carcinoma “in situ ”: lesão precursora de câncer invasivo do colo Displasia: lesão mal definida, essencialmente benigna ou pelo menos com anormalidade “não maligna” 1961 Acordo Internacional de Terminologia Histológica para Lesões do Colo Uterino

(ACTA Cytologica. Vol 06 p.235-236, 1962)

Classificação de Acordocom O.P.A.S. - 1972
Não diagnosticado Negativo para as células neoplásicas Necessário repetir o exame Diagnóstico compatível com:
– – – – – Displasia leve Adenocarcinoma Presença de células Displasia moderada neoplásicas de outra origem Displasia intensa Carcinoma “in situ” Carcinoma escamoso invasivo

José Maria Barcellos

Evolução da Nomenclatura

• Richart e Barron: NeoplasiaIntraepitelial Cervical
– Grau I – Grau II Displasia leve Displasia moderada

– Grau III Displasia Acentuada – Grau IV Carcinoma “in situ”

• Richart: Neoplasia Intraepitelial Cervical
– Grau I – Grau II Displasia leve Displasia moderada

– Grau III Displasia Acentuada e Carcinoma “in situ”

Sistema Bethesda – EUA 1988

Em dezembro de 1988, uma oficina de trabalho promovida pelo InstitutoNacional de Câncer (EDA), em Bethesda, Maryland, criou o sistema Bethesda (TBS) copm revisões em 1991 e 2001. Este tinha por objetivo desenvolver um sistema de descrição dos esfregaços de Papanicolaou que representaria a interpretação citológico de um modo claro e relevante para o clínico. O resultado deste primeiro encontro foi o sistema Bethesda de 1988.

Sistema Bethesda – EUA 1988
Sua novaterminologia refletiu três princípios fundamentais: 1. A terminologia deve comunicar informações clinicamente relevantes a partir do laboratório para o médico responsável pelo atendimento das pacientes. 2. A terminologia deve ser uniforme e razoavelmente reprodutível entre diferentes patologistas e laboratórios e deve ser, também, bastante flexível para se adaptar a uma grande variedade de situaçõeslaboratoriais e localizações geográficas. 3. A terminologia deve refletir a compreensão mais atual da neoplasia cervical.

Sistema Bethesda – EUA 1988

Adequação da amostra:

• Satisfatória para avaliação; • Satisfatória para avaliação mas limitada por .... (especificar) • Insatisfatória para avaliação.

Sistema Bethesda – EUA 1988

Categorização Geral:

• Dentro dos limites danormalidade; • Alterações celulares benignas; • Anormalidades em células epiteliais.

Sistema Bethesda – EUA 1988
Diagnóstico descritivo Alterações celulares benignas Infecção • Trichomonas vaginalis; • Fungos morfologicamente consistentes com candida sp; • Cocos; • Actinomyces; • Herpes; • Outros.

Sistema Bethesda – EUA 1988
Alterações reativas

• Alterações celulares reativas associadascom:
– – – – – Inflamação (inclui reparo típico); Atrofia com inflamação; Radiação; DIU; Outros.

Sistema Bethesda – EUA 1988
Anormalidades em Células Epiteliais Células escamosas
Atipias em células escamosas de significado indeterminado

Lesão intraepitelial escamosa de baixo grau (LSIL);
Compreendendo: Vírus do papiloma humano (HPV), displasia leve / neoplasia intraepitelial cervical...
tracking img