Sindrome de tourette

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1308 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A Síndrome de Tourette é um transtorno neurológico de comprometimento psicossocial que gera alterações na vida dos seus portadores e familiares. Este trabalho aborda a etiologia, epidemiologia, aspectos neurológicos, quadro clínico, diagnóstico, comorbidades, tratamento da Síndrome, e a diferença entre Tourette e tiques.
O primeiro caso da Síndrome de Tourette foi identificado em1825 por Jean Itard, médico francês, que descreveu os sintomas da Marquesa de Dampierre, uma nobre de 80 anos, que sofria de movimentos e vocalizações repetitivas desde os 7 anos e dizia palavras obscenas publicamente . Em 1885, Gilles de la Tourette, a partir do caso da Marquesa de Dampierre publicou um relato de nove casos de pacientes de um hospital francês que se afligiam com movimentosinvoluntários da doença, que denominou maladie des tics convulsifs avec coprolalie ("doença dos tiques convulsivos com coprolalia"). Por isso, a doença foi nomeada "doença de Gilles de la Tourette".
A Síndrome de Tourette é um distúrbio genético, de natureza neuropsiquiátrica, caracterizado por movimentos e falas compulsivas. Tem uma herança dominante e cerca de 50% de chance de ser hereditária. Ostiques da Síndrome surgem de anomalias no cérebro, especificamente no tálamo, gânglios da base, córtex frontal do cérebro e em disfunções nos neurotransmissores entre as células nervosas do cérebro. O tálamo transmite as informações sensoriais e motoras para o córtex cerebral e para o tronco cerebral. O gânglio basal age na coordenação dos movimentos motores. Portanto, desordens no gânglio basalresultam em movimentos involuntários. Já o córtex frontal é responsável pelo controle motor hábil, incluindo a fala. Anomalias nos neurotransmissores, como uma grande quantidade do neurotransmissor dopamina, seria o fator primário que desencadeia a doença. A dopamina age no cérebro ajudando no regulamento de movimentos e emoções.
Alguns tiques motores são movimentos como tocar ou bater nos objetospróximos, no qual muitos portadores da doença disfarçam alegando serem propositais por terem vergonha. Já os tiques vocais são como ruídos não articulados, e outros em que ocorre emissão parcial ou completa de palavras, muitas delas consideradas “palavrões”. É conhecido como coprolalia o uso involuntário de palavras obscenas, a copropraxia são gestos obscenos involuntários, a ecolalia é repetirpalavras ouvidas, ecopraxia é repetir gestos vistos e a palilalia é repetir as próprias palavras. Isso faz com que haja um desconforto social para com o portador e com o ouvinte. Os tiques são únicos para cada portador. Ainda não se sabe o motivo, mas a maioria das pessoas afetadas é do sexo masculino.
A manifest ação da Síndrome ocorre na infância ou na adoslescência do indivíduo, chegando aestágios crônicos. A pessoa que sofre da Síndrome não consegue controlar os tiques, com isso, determinados tiques causam cansaço físico e mental. Mas, na vida adulta, os sintomas vão aos poucos se amenizando e diminuindo.
A maioria das erudições psicodinâmicas elaboradas para esclarecer a Síndrome de Tourette foi desconsiderada, pois não há uma causa ou cura concreta para tal patologia - Hoje se julgao fator psicológico como agravante ou desencadeante da ST e não como causa. -Todavia, pode-se afirmar que há uma coligação entre o início da síndrome, o conteúdo dos tiques e os acontecimentos marcantes na vida do portador, de forma que devem ser levados em conta durante o acompanhamento do transtorno. Situações de estresse e intensa excitação podem causar uma atormentação dos sintomasneurológicos (tiques) e dos sintomas comportamentais, com efeito, o portador da doença poderá manifestar sinais de irritabilidade, agressividade, baixa tolerância à frustração e transtornos de humor.

Charcot evidenciou dois tipos de tiques:
* Neurológicos (verdadeiro): São permanentes.
* Histéricos (psicológicos): Providos de simbolismo e podem desaparecer com análise.

Freud (1950 [1895]...
tracking img