Similariedade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5893 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO

Procura-se mostrar neste artigo que boa parte das reflexões que tratam dos conceitos de letra e escrita tendo como referência a história da escrita, apesar de superar as idéias que afirmam as sucessões de fases tanto na onto como na filogênese e de concebê-la como muito mais que um código de comunicação, ainda costuma tratála ignorando seus constantes conflitos com as culturas oralistas.Propõe-se uma reflexão considerando tanto os embates entre as culturas orais e escritas como as relações possíveis entre gêneros textuais da infância e aprendizagem da escrita.

Descritores: história da escrita; psiquismo; oralidade; aprendizagem.



ABSTRACT

Through this article one intends to show that a good deal of reflections about concepts of letter and writing – having as a reference thehistory of writing – which, in spite of overcoming the idea of existence of development phases which succeed each other, both on a sociogenetical and an ontogenetical basis, conceived mostly as a communication code, still approach letter and writing without taking into account its recurrent conflicts with oral cultures. This work proposes a reflection considering both the conflicts between oraland writing cultures and the possible relations between textual genders in infancy and the learning of writing.

Index terms: history of writing; psychism; orality; learning.



RESUMEN

En ese artículo se procura mostrar que una buena parte de las reflexiones que tratan de los conceptos de letra y escritura teniendo como referencia la historia de la escritura, a pesar de superar las ideas queafirman las sucesiones de fases tanto en la onto como en la filogénesis y de concebirla como mucho más que un código de comunicación, todavía suelen tratarla ignorando sus constantes conflictos con las culturas oralistas. Propone una reflexión considerando tanto los conflictos entre las culturas orales y escritas como las relaciones posibles entre géneros textuales de la infancia e aprendizaje de laescritura.

Palabras clave: historia de la escritura; psiquismo; oralidad; aprendizaje.



 

 

"Como decifrar pictogramas de há dez mil anos se nem sei decifrar minha escrita interior?"
(Carlos Drummond de Andrade, 1992)

 

Drummond (1992 p. 1002), no livro Corpo, traz o brilhante poema "O outro", cuja temática e efeitos poéticos evocam de imediato os conceitos de Outro, corpo, escrita e letra dapsicanálise. No trecho da epígrafe, o poeta já nos põe abruptamente diante de uma "escrita interior" e da (im)possibilidade da decifração de pictogramas. Que Drummond tenha lido Freud e Lacan não vem ao caso no momento; o que nos importa nessa "escrita" é que ela produz um instigante efeito poético sobre um tema oriundo da lingüística e da psicanálise, que pode ser um trilhamento interessantepara conceber as possibilidades de o saber psicanalítico se entrecruzar com o ensino da linguagem e abrir perspectivas novas sobretudo para o campo da leitura e da escrita.

O poema põe-nos diante de um instigante dilema: se há uma escrita interior que não me é acessível, como posso ler as letras de há mil anos? E, justamente entre as duas possibilidades, é que se ergue a escrita do poeta, ou seja,já que não posso, já que sou tolhido, então faço sobre o papel minha própria escrita. Atualmente, há um conjunto razoável de escritos psicanalíticos e lingüísticos que também se erguem entre essas duas impossibilidades, que de alguma forma dão novo vigor às cogitações que se escrevem entre a onto e a filogênese.

Nossa pesquisa tenta arrepanhar alguns restos dessa herança, que parte dos decifradoresde antigos pictogramas Grotenfend, Rawlinson, de Sacy, de Young, Champolion, Gelb entre outros (Hooker, 1996), passando por Freud, por Lacan e por diversos lacanianos, Safouan (1987), Allouch (1995), Pommier (1993), Garcia-Roza (2004) e muitos outros. Nessa trilha tentaremos (de)cifrar um incômodo e renitente enigma escolar: por quais motivos alunos oriundos das classes desfavorecidas resistem...
tracking img