Sexo, amor e drogas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2088 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Amor, sexo e outras drogas
O filme – Amor e outras drogas

Sinopse:
Maggie é uma mulher que valoriza sua liberdade e acredita que nada ou ninguém será capaz de segurá-la. Até o dia em que conhece Jamie, cujo jeitão sedutor costuma ser infalível com as mulheres, que caem nas garras do experiente executivo de vendas da área farmacêutica. O romance acaba pegando os dois de surpresa e os colocaem contato com uma droga pura, forte e que não está à venda: o amor.
Algumas conclusões prévias:
- A forma de amar mudou
- Damos mais valor à liberdade (sexo sim, relacionamentos não)
- Temos medo de amar (de sofrer)
- Usar remédios virou rotina
- A influência da indústria farmacêutica
- O culto da indústria do cinema para uma vida livre e desregrada

Quantas vezes você disse “eu te amo”neste ano? Aposto que, ou você não lembra, ou ainda consegue contar nos dedos.

De onde vem o amor?
Eu, por que não? Quem seria? Um velho? Com as ideias do tempo dele, que faz tempo.
Como a ciência explica o amor? Reações químicas, do cérebro para todo o corpo, sensação de atração física
Os poetas...
Então, amor é uma droga? Vamos analisar. Muda seu humor? Altera seu estado deconsciência, foco? Dá uma sensação de preencher um vazio? Percebe acentuada falta de controle emocional (ri e chora ao mesmo tempo)? Cura um sofrimento?
o amor e a evolução das espécies
- os cérebros: anfíbio, repteis e mamíferos
- será que os animais amam? (mostrar vídeo de afeto entre macacos)
- evolutivamente, o amor é uma ferramenta essencial para a prosperidade da raça humana. – não somos tarados,somos apenas homens (vídeo “e se as mulheres fossem taradas como os homens?”) “crescei e multiplicai-vos”, o criador não poderia ser mais claro.
- seleção natural – ele vai me proteger, vou ter filhos fortes e saudáveis? (aparência física :cheiro, som, simetria – “já devem ter me medindo!”, habilidades manuais,
O amor na história (Grécia antiga – amor entre os ...guerreiros...; era medieval –amor proibido , romeu e julieta; amor dos filmes preto e branco até década de 1960)
-muda de acordo com a cultura (religiões, costumes, crenças, ..) (vídeo do cara indignado com a namorada)
O que nos faz humanos é a capacidade de precisarmos uns dos outros. (mostrar vídeo “macacos”). Nos achamos auto suficientes.
Amor e o Cérebro
- Hemisfério esquerdo – racional, masculino (lógico, pragmático,fruto das tecnologias hoje utilizadas, homens precisam desligar o lado lógico para se aproximar das mulheres – álcool elimina o pensamento lógico “é logico que não sou um príncipe encantado”, “é lógico que aparento ser o cara ideal para ela” “é lógico que ela procura alguém melhor do que eu...” )
- Hemisfério direito – emocional, feminino (chora por tudo filho que vai bem ou mal na prova | amulher relaciona mais os dois lados do cérebro, lembra mais dos fatos pois projeta emoções neles)
As mulheres sob influência do álcool – não pensam num motivo lógico para não beijar o rapaz, comportam-se de modo promíscuo, estão à mercê de seus instintivos básicos (acasalamento), impulsos sexuais aumentados)


Para onde a sociedade e a tecnologia estão levando a nova geração (das redes sociais,videogames, do fast food, dos filmes de heróis hollywoodianos)? Os benefícios são inquestionáveis, porém , quais são os efeitos em sua capacidade de interagir socialmente? (jovens suicidas, tragédias nas escolas americanas, menina nua no facebook..)
Viemos de uma geração que recebe os benefícios do trabalho da geração anterior, nossos pais e avós. – Mas alguns não.. (vídeo Bons tempos do novovoyage)
E será que cuidamos uns aos outros? (vídeos do cachorro atropelado, vídeo do elefante)
Então pergunto, e onde está o amor? Ou.. por que não há mais amor? (impaciência, busca de independência, falta de auto controle, falta de auto conhecimento, falta de motivação

Antigamente
Mau começam a namorar e a mãe da filha pergunta: “E ae, quando vai casar?”
Sexualidade restringida – pouca...
tracking img