Sexagem fetal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5459 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA CAMPUS DE SÃO MIGUEL DO OESTE CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - ÊNFASE EM BIOTECNOLOGIA

ANA KELIN WEBER

DIAGNÓSTICO GENÉTICO PRÉ-NATAL NÃO INVASIVO DO SEXO FETAL PELA TÉCNICA DA PCR CONVENCIONAL ATRAVÉS DA ANÁLISE DO GENE DYS14 EM PLASMA MATERNO HUMANO

São Miguel do Oeste 2010

ANA KELIN WEBER

DIAGNÓSTICO GENÉTICO PRÉ-NATAL NÃO INVASIVODO SEXO FETAL PELA TÉCNICA DA PCR CONVENCIONAL ATRAVÉS DA ANÁLISE DO GENE DYS14 EM PLASMA MATERNO HUMANO

Trabalho de Conclusão de Curso de Ciências Biológicas – Ênfase em Biotecnologia, da Universidade do Oeste de Santa Catarina, como requisito parcial para a obtenção do título de Bacharel em Ciências Biológicas.

Orientador: Prof. Dr. Alexis Trott

São Miguel do Oeste 2010

2AGRADECIMENTOS
Agradeço, ao meu orientador Professor Dr. Alexis Trott, pelo apoio nas orientações e desenvolvimento deste trabalho. Às gestantes que participaram voluntariamente, colaborando no desenvolvimento deste estudo, e ao Dr. Romar Virgilio Pagliarin Junior, que encaminhou algumas destas gestantes. À Professora Eliandra M. Rossi e Débora Oro, pelo auxilio durante as coletas desangue das gestantes. À minha família pela compreensão e ajuda ao longo destes anos. Meus pais Airton e Rosane, meus irmãos Willyan e Yan. Agradeço ao meu namorado Daniel, pelo carinho e apoio durante esta caminhada. Aos Professores, por estarem sempre dispostos a nos ajudar, pelo conhecimento repassado e pela amizade construída durantes estes anos. Às colegas Marceli, Bruna, Janaina eTailini que me ajudaram no laboratório. A todos que de alguma maneira ou de outra, colaboraram com o desenvolvimento deste trabalho.

3

"Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende" (Leonardo da Vinci)

4

RESUMO

A identificação do sexo fetal é realizada através de técnicas já consagradas como a ultrasonografia, que geralmente ocorrea partir da 14ª semana de gestação. Para a satisfação dos pais, com apenas sete semanas de gestação, já é possível saber se o bebe é menino ou menina. Isto é possível através de técnicas moleculares que permitem a detecção do cromossomo Y identificando o sexo fetal com poucas semanas de gestação. Para a identificação do sexo fetal, primeiramente isola-se o DNA fetal presente no plasmamaterno, este isolamento é relativamente fácil, barato e permite o processamento simultâneo de varias amostras. Para a realização do teste, são verificadas seqüências do cromossomo Y, utilizando primers específicos dos genes DYS14 e SRY, através da técnica da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). Este trabalho teve como objetivo determinar o sexo fetal em gestantes com 7 ou mais semanas degravidez, através da análise molecular do gene DYS14, por PCR convencional , além de estabelecer a técnica de sexagem através de Nested e Multiplex PCR, utilizando os genes DYS14 e SRY, presentes no cromossomo Y, pela análise do DNA fetal livre em plasma materno humano. A amplificação de todas as mostras foi realizada através de PCR Convencional. Os produtos de amplificação foram analisadosem gel de agarose 1,2% e visualizados em transluminador UV. Das 83 amostras, 26 resultados foram confirmados pelo nascimento, destas 12 são meninas e 14 são meninos, sendo que os demais ainda aguardam confirmação. Deste modo, até o momento, os resultados obtidos apresentam 100% de acerto. Os resultados demonstraram que foi possível estabelecer a técnica de Nested e Multiplex PCR para adeterminação do sexo fetal pela análise de DNA presente no plasma materno, contribuindo para a eficácia dos resultados e pela diminuição dos custos na utilização dos produtos.

Palavras-chave: DNA fetal. Sexagem fetal. PCR. Gene DYS14. Gene SRY.

5

LISTA DE ILUSTRAÇÕES

Fotografia 1. Visualização dos produtos da PCR Convencional, utilizando o gene DYS 14 com o primer Y5 e Y6...
tracking img