Sepse

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1595 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sepse
Definição: Infecção definida como o fenômeno de resposta inflamatória à presença de um microorganismo e seus produtos ou a invasão de um tecido previamente estéril por microorganismos.
A sepse é uma síndrome complexa causada pela resposta inflamatória sistêmica descontrolada do indivíduo, de origem infecciosa, caracterizada por manifestações múltiplas,e que pode determinar disfunção oufalência de um ou mais órgãos ou mesmo a sua morte.
O uso do termo sepse não está restrito apenas à síndrome inflamatória sistêmica secundária à infecção bacteriana,mas àquela resultante de qualquer microrganismo e/ou seus produtos (toxinas).
Sepse grave, entendida como sepse associada à disfunção de órgãos, hipoperfusão (que
inclui, mas não está limitada à acidose lática, oligúria ou umaalteração aguda do estado de consciência) e hipotensão;choque séptico, entendido como a sepse associada
com as alterações da hipoperfusão mais a hipotensão persistente mesmo após ressuscitação volumétrica adequada, e síndrome da disfunção de múltiplos órgãos (SDMO),que pode representar o estágio final da resposta inflamatória sistêmica grave. Entretanto, os limites que separam a sepse da sepse grave, eessa do choque séptico não são claramente detectados.Síndrome da resposta inflamatória sistêmica (SIRS):febre ou hipotermia;taquicardia;taquipnéia;leucocitose, leucopenia, desvio do hemograma;edema;alteração da glicemia;confusão mental;hipotensão arterial;diminuição da diurese.
Apesar de sua importância e da demanda de recursos, seu reconhecimento muitas vezes ainda não ocorre em tempo hábil,deixando margem para a ocorrência de disfunção de múltiplos órgãos e sistemas.

Fisiopatologia:A sepse resulta de uma complexa interação entre o microorganismo infectante e a resposta imune, pró-inflamatória e pró-coagulante do hospe-
deiro.
Produção excessiva de mediadores inflamatórios e excessiva ativação de células inflamatórias.
Descontrole no balanço pró e antiinflamatório.
Sepse :tendência a formação de trombos e redução da fibrinólise.
1ª linha de defesa: células fagocitárias ( monócitos e macrófagos) e a via alternativa do complemento.
Ocorre progressão da sepse quando o hospedeiro não con-
segue conter a infecção primária por resistência à opsonização, à fagocitose, a antibióticos e presença de superantígenos.

Etiologia:Agentes de infecções adquiridas na comunidade,agentes de infecção hospitalares, bacteremias, fungos, polimicrobianas.

Cascata da Coagulação:Além da inflamação, os germes também ativam a cascata da coagulação, com aumento dos fatores pró-coagulantes e redução dos anticoagulantes.
A cascata da coagulação é composta de uma série de reações em cadeia, onde uma vez ativada uma serina protease, a mesma fica disponível para ativar todos os substratossubsequentes. Essas reações ocorrem nas membranas ativadas de fosfolipídeos e em alguns casos são aceleradas pela presença de cofatores, como o fator VIIIa e Va. Para cada resposta pró-coagulante existe uma reação anticoagulante natural.
A coagulação é iniciada através da expressão do fator tecidual (FT) na superfície das células endoteliais e monócitos, um evento que pode ser desencadeado porprodutos bacterianos como endotoxinas e componentes da superfície celular ou por citocinas próinflamatórias.
A deposição de fibrina tenha papel importante na homeostasia e na localização de microorgranismos, a coagulação intravascular impede a chegada de oxigênio aos tecidos e pode induzir nova lesão inflamatória.

Metabolismo celular:Na sepse ocorrem alterações do metabolismo celular que afetamo metabolismo lipídico, dos carboidratos e proteínas. A oferta inadequada de oxigênio aos tecidos em decorrência da queda do fluxo sanguíneo nos capilares e da redução do débito cardíaco contribui para o aumento do metabolismo anaeróbico e a hiperlactatemia. Entretanto, mesmo na presença de uma oferta adequada de oxigênio, podem ocorrer extração e utilização ineficaz de oxigênio a nível...
tracking img