Sarcoidose resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3139 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de julho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SARCOIDOSE

[pic]

Histiócitos de citoplasma amplo e eosinofílico com núcleo vesiculoso oval dispostos concentricamente formam o granuloma,
que é circundado por poucos linfócitos (HE, 400x)

DEFINIÇÃO

Sarcoidose é um distúrbio crônico, multissitêmico, e causa desconhecida, que secaracteriza por um acúmulo de linfócitos T e fagócitos mononucleares em órgãos acometidos, com granulomas epitelióides não caseosos e alterações da arquitetuta tecidual normal.
Embora geralmente ocorram anergia cutânea e depressão dos processos celulares imunes no sangue, a sarcoidose caracteriza-se, no local da doença, por exacerbação dos processos imunes dos linfócitos T auxiliares 1. Todas aspartes do corpo podem ser afetadas, o órgão mais comumente atingido é o pulmão. O envolvimento da pele, dos olhos, do fígado e dos linfonodos também é comum.

ETIOLOGIA

A causa da sarcoidose é desconhecida. Vários agentes infecciosos e não infecciosos foram implicados, mas não há provas que qualquer agente específico seja responsável. Contudo, todas as evidências disponíveis sãoconsistentes com o conceito de que a doença resulta de uma resposta imune celular exarcebada (adquirida, herdada ou ambas) para uma classe de antígenos ou auto-antígenos persistentes.

EPIDEMIOLOGIA

Refere-se ser a incidência da sarcoidose maior nos países desenvolvidos, alcançando a taxa de 64/100.000 habitantes na Suécia, que detém a maior incidência mundial. Em outros países, a incidênciapresumível é a seguinte: Reino Unido (20/100.000), França (10/100.000), Alemanha (9/100.000), Espanha (1,4/100.000) e Japão (1,4/100.000). No Brasil, estimou- se a incidência em 10/100.000 habitantes em 1985.
Nos Estados Unidos, em estudo na área metropolitana de Detroit, a incidência entre os negros (35,5/100.000) apresentou-se cerca de quatro vezes superior à observada nos brancos(10/100.000). Entre as mulheres negras, na faixa etária dos 30 aos 39 anos, a incidência atingiu o maior número, 107/100.000 habitantes. Os negros apresentam a doença com evolução mais grave e aguda, sendo freqüente a doença extratorácica, ou seja, maior acometimento músculoesquelética, hepático, de medula óssea, uveíte crônica e de lesões cutâneas, excetuando-se o eritema nodoso.
A sarcoidose afetaadultos jovens preferencialmente na faixa etária dos 25 aos 40 anos, sendo rara na infância. Um segundo pico de incidência entre as mulheres na faixa etária dos 45 aos 65 anos foi observado na Escandinávia, mas não nos Estados Unidos. De modo geral, as mulheres são mais acometidas, na razão de 1,2 a 1 para cada homem acometido.

PATOLOGIA

O granuloma sarcoídeo é granuloma imunológico,constituído pelo arranjo concêntrico de células epitelióides, que consistem em histiócitos modificados pela ação dos linfócitos T. Os granulomas são geralmente uniformes na forma e no tamanho. É uma estrutura compacta, composta por um agregado de fagócitos mononucleares, circundados por uma coroa de linfócitos T auxiliares, e, às vezes, de linfócitos B, sendo compostos por histiócitos de citoplasmaamplo e eosinofílico, núcleo vesiculoso de aspecto oval ou torcido e nucléolo proeminente. (Figura 1A e 1B). Em sua periferia, os granulomas sarcoídeos podem apresentar halo frouxo de linfócitos, sendo por tal motivo designados “granulomas desnudos” ou “granulomas nus”, contrapondo-se aos granulomas tuberculóides, em que denso infiltrado lifocitário pode ser observado no contorno daquelasestruturas.
A necrose caseosa, característica dos granulomas tuberculóides, não é observada nos granulomas sarcoídeos. A impregnação argêntica revela fibras de reticulina na periferia e no interior dos granulomas sarcoídeos, aspecto não encontrado nos granulomas tuberculóides. O granuloma sarcoídeo pode apresentar-se envolvido por fibras de colágeno de arranjo compacto.As células gigantes de...
tracking img