Revisao bibliografica conceito marketing

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1356 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Revisão Bibliográfica

CONCEITO DE MARKETING





.

Trabalho realizado no âmbito da

unidade curricular de Fundamentos de Marketing

Docente:




Trabalho realizado por:

Índice





Conteúdo






Introdução 3




Discussão 4




Conclusão 6




Bibliografia 7







Introdução







A presente revisão bibliográficafoi elaborada no âmbito da unidade curricular de Fundamentos de Marketing, no Instituto Português de Administração de Marketing, sob a orientação do professor Francisco Coelho, com intuito de analisar e discutir a evolução do conceito do marketing ao longo do tempo.
Toda a pesquisa foi realizada através de artigos científicos encontrados na proquest tendo como palavra-chave conceito demarketing.
A discussão do trabalho encontra-se dividida por três grandes blocos de décadas de modo a tornar a discussão mais coerente; para finalizar é apresentada uma conclusão, do ponto de vista pessoal, baseado nas questões discutidas anteriormente, onde é sugerida uma definição mais idealística do conceito de marketing.



Discussão


Até a década de 70

O conceito demarketing já foi revisto por vários autores; Stidsen & Schutte (1972) apresenta-nos o conceito de marketing original, que data de 1957, que descreve a principal função do marketing da seguinte forma: não é tanto ter a capacidade de conseguir que o cliente faça o que interessa ao negócio mas sim que o negócio faça o que vai de acordo com os interesses do cliente.

Este conceito foievoluindo ao longo dos tempos sendo que no fim dos anos 50 o conceito de marketing já tomava outra direcção mais virada para o negócio e era descrito como um estado de espirito corporativo que insistia na integração e coordenação de todas as funções de marketing, que sendo intercaladas com outras funções corporativas visavam atingir o objectivo de produzir em grandes quantidades de modo a ter lucroscorporativos a longo prazo.(Felton, 1959)
Em 1966 surge uma preocupação com os retalhistas pois apesar do conceito de marketing se caracterizar por um pequeno esforço para implementar-se no mercado, eram estes quem vendiam os produtos, em pequenas quantidades, e lidavam directamente com o consumidor final. (James, 1966)

No final desta década o conceito de marketing voltou a ser maisdireccionado para os negócios sendo considerado como uma tarefa de estimulação para a matéria-prima que saía de uma empresa, envolvendo o produto, o seu desenvolvimento, a fixação do preço, a distribuição, e a comunicação das empresas mas envolvia agora uma maior atenção às necessidades dos consumidores e ao desenvolvimento de novos produtos. (P Kotler & Levy, 1969)Décadas 70 a 90




Nos finais da década de 60 foi apresentada uma definição que reflectia sobre o abrangimento que o conceito de marketing poderia ter propondo que a esta disciplina era relevante para todas as organizações na medida em que se pode dizer que todas as organizações têm clientes e produtos. Esta definição gerou polémica durante o inicio dos anos 70 visto que propunha aaplicabilidade do marketing a áreas que não a dos negócios. (Philip Kotler, 1972)

Já numa nova década o mesmo autor, Kotler (1980), avança uma nova definição que já integra a concorrência, na perspectiva de ser mais eficaz e eficiente que os concorrentes, e a organização e adaptação a mercados-alvo, às suas necessidades e quereres.

O lucro como parte integrante do conceito demarketing surge por McCarthy and Perreault (1984) que propõem que a organização direccione todos os seus esforços para satisfazer as necessidades dos clientes - com lucro. Também focalizado no negócio a rentabilidade dos custos associados a concepção e produção de produtos que vão de encontro com a compreensão das necessidades e desejos dos consumidores foi discutida por Houston (1986) introduzindo...
tracking img