Resumo - o principe de maquiavel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4268 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
1 - INTRODUÇÃO

Com base na observação de procedimentos da ação dos grandes homens (os líderes, no dizer de Maquiavel) e no conhecimento adquirido pela leitura de tal ação em diferentes momentos da história, o segundo secretário do Dieci fundamenta sua teoria do poder. Esta tem dois princípios básicos: a legitimidade e a organização.

Legitimidade implica em saber o Príncipe seraceito como poder pelos dominados. Organização implica em ter boas leis e boas armas. Boas leis, na ótica de Maquiavel, são os que asseguram o poder centralizado e boas armas são aquelas inteiramente fieis e obedientes ao Príncipe. É uma fórmula quase matemática que possibilita a quem souber utilizá-las o exercício do poder.

Portanto, não basta à legitimidade e a organização, só o Príncipeque saiba atuar de acordo com a necessidade do momento (tiver virtù) será capaz de neutralizar o imprevisível (a fortuna). Virtù e fortuna constituem as categorias ontológicas que fundamentam a teoria política proposta em O Príncipe.

Maquiavel pensa o poder como algo de imanente e não como transcendente, em decorrência pensa as relações entre os homens como um jogo de forças regidas porexplicações intrínsecas e naturais. Isto o permite compreender o “fazer política” – cujo objetivo é conquistar e manter do poder - como algo que tem regras e leis próprias, não redutíveis às regras da moral tradicional.
Reconhecido como o fundador do pensamento e da ciência política moderna, pelo fato de haver escrito sobre o Estado e o Governo como realmente são e não como aparentementedeveriam.

2 – SOBRE O AUTOR

Segundo uma das inúmeras versões do clássico O Príncipe como a da Editora Martin Claret e nos diversos sites, Nicolau Maquiavel ou Niccolò di Bernardo dei Machiavelli teria nascido em Florença em 3 de maio de 1469 e falecido em 21 de junho de 1527, cidade esta na qual teria começado a se engajar na vida política.
Fora secretário da República, chancelere magistrado. Dessa forma, pôde conhecer como nenhum outro os bastidores políticos, aliando a isso suas viagens e missões. Sua missão mais importante teria sido junto a César Bórgia. Este seu contato com o Duque de Valentino, o inspirara aos escritos como pensador político. Também muito aprendeu do contato com o Papa Júlio II. Em termos de contexto histórico, é na Itália do Renascimento que viviao filósofo, onde pequenos principados eram governados despoticamente.
Maquiavel, como bom observador, inspira-se em táticas políticas desses governantes e outros para escrever sua obra mais conhecida. É possível que as ações de César Bórgia, filho do Papa Alexandre VI e poderoso condotiere (mercenário com grande técnica militar), tenha inspirado o modelo de O Príncipe. A prática políticaganha força nas teorias de Nicolau, aproximando-se disso sua vontade de ver uma Itália unificada. Após várias experiências, inclusive a de ter sido preso e torturado, tenta reconquistar os favores dos Medici. É, de fato, em homenagem a Lorenzo de Medici que escreve O Príncipe.
Como é notável, o pensador vive em meio às tramas políticas de Florença e sofre suas influências e conseqüências.Maquiavel escreve muitas outras obras, como os Discursos Sobre a Primeira Década de Tito Lívio, importantíssima; um conto chamado O Demônio que se casou (Belfagor); uma comédia intitulada A Mandrágora, que fez muito sucesso no teatro italiano; escreveu também A Arte da Guerra. Em 1520, é nomeado historiador da Universidade de Florença. Dessa experiência, escreverá os volumes das HistóriasFlorentinas. Para ele, os assuntos do Estado Florentino é que lhe diziam respeito, por isso tamanha dedicação de sua parte para com a cidade onde nascera.
Sua última esperança de voltar à chancelaria foi quando as tropas de Carlos V libertaram Florença do jugo dos Médici. Mas, houve novo desapontamento e o filósofo dói destratado e esquecido pelos novos conquistadores. Morre doente e frustrado, aos...
tracking img