Resumo o povo brasileiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7601 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DARCY RIBEIROO POVO BRASILEIROMISTURA DE RAÇAS:

Para explicar a mistura de raças do povo brasileiro, Darcy Ribeiro mostra que elafoi sustentada por quatro pilares, são eles: as matrizes que compuseram o nosso povo, asproporções que essa mistura tomou em nosso país, as condições ambientais em que elaocorreu, e os objetivos de vida e produção assumidos por cada uma dessas matrizes. Aessespilares se somam três forças: a ecologia, a economia e a imigração. Ele sustenta quesomos muito mais marcados hoje pelas nossas semelhanças do que pelas diferenças.Surgia assim no Brasil uma estrutura social totalmente inédita, cuja economia era baseadano escravismo e no mercantilismo, que se constituiu pela supressão de qualqueridentidade étnica discrepante da do conquistador através do etnocídio e dogenocídio,cuja ideologia era sustentada pela igreja.

CONFLITOS INICIAIS:
Não se deu, contudo, sem percalços. Houve vários conflitos principalmente entrecolonos e índios e entre colonos e jesuítas. O primeiro tipo se deu pelo choque dementalidade entre os recém-chegados e os locais. Os índios eram consideradosimprodutivos e fúteis, cuja vida era levada dia a dia sem acúmulo de qualquer riqueza.Jáos colonos eram considerados afoitos – os índios não conseguiam entender todo aqueledesespero para juntar tantas coisas se ele tinha apenas uma vida para consumi-las. Houvemuita resistência indígena principalmente pelo fato de eles serem politicamentedescentralizados e atrasados. Isso fez com que cada tribo tivesse de ser dominada de cadavez.Já os jesuítas estabeleceram inúmeras missõesauto-sustentáveis em que tentavamrecriar o modo de vida do índio, o que lhes foi extremamente prejudicial, dizimando suapopulação através das doenças trazidas pelo homem branco. Pelo fato de reunirem váriosíndios nessas missões, entraram e vários conflitos com os colonos, que queriam seapossar dos índios para realizarem seus trabalhos de extração. Assim, invadiram muitasdessas missões e mataram índios esaquearam os jesuítas. Por esse conflito de interesses edo caráter mercantil da nova colônia a Coroa ficou do lado dos colonos, o que culminouna expulsão dos jesuítas do Brasil.AS GRANDES NAVEGAÇÕES:Portugal lançou-se nessa aventura pelos mares principalmente por três fatores: atecnologia de navegação e experiência comercial que possuíam; o caráter centralizado deseu Estado; por estarem agoralivres do domínio mouro. Eram assim um impériomercantil salvacionista, que buscava riqueza, e partiam como neocruzados cujas ações e amentalidade eram sustentados pela igreja, assumindo até o Estado português funções dedistribuir cargos sacerdotais com o padroado papal. Assim, o iberos foram, ao lado dosbritânicos e dos eslavos, as nações germinais do mundo de hoje.Os ingleses mostraram-se na épocacomo granjeiros puritanos e burguesesindustriais. Ignoravam as razões da igreja na colonização, queriam apenas transplantar as paisagens inglesas para as suas colônias. Na nossa costa, atuaram principalmente comopiratas.

Já os russos eram uma sociedade arcaica e estratificada, cujos membros queriam apenas viver suas vidas de camponeses e ao entrar em contato com povos de etnia distintanão queriammudá-los, como aconteceu aqui, mas estabeleciam um apartheid, tendotambém o povo dominado uma certa liberdade. Esse estilo de colonização foi chamado degótico.O estilo de colonização dos ibéricos foi chamado de barroco. Ele se baseava nolucro e na riqueza, na opressão e na mistura com o povo local, na supressão das etnias locais discrepantes com o seu modo de ser e da implantação na colônia doseu modo devida. Tudo sustentado pela força da igreja.Esse estilo de colonização fomentou a estruturação econômica e social do nosso povo em três planos: associativo: pela escravatura, pela estrutura sócio-política;adaptativo: pela tecnologia que se implantava, pelo engenho, pela introdução dapastagem de gado; ideológico: pela igreja, pela língua nova que era trazida ao Brasil.Constituímos uma...
tracking img