Resumo - o mundo de sofia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1444 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O livro "O Mundo de Sofia", do escritor norueguês, Jostein Gaarder, conta a história de uma adolescente que leva uma vida aparentemente normal, até que um fato curioso começou a tirar o seu sossego, cartas misteriosas, com algumas perguntas estranhas começaram a aparecer em sua casa.

O conteúdo das cartas traziam conhecimentos filosóficos sobre os filósofos naturais, pré-socráticos, medievais,modernos e pós-modernos.

Para a menina, eram questões instigantes, seus professores da escola não tinham o hábito de levar as crianças a pensar.

Quem é você? De onde vem o mundo?

Sofia ficou perplexa com estas questões, elas não estavam no cronograma de estudos do seu cotidiano escolar. Buscou no seu esconderijo, o silêncio necessário para pensar a respeito. Então, resolveu fazer-lhe asmesmas perguntas que havia recebido:
Quem é você? Ao olhar-se no espelho, viu a sua imagem refletida e repetia os mesmos movimentos. A partir disso ela refletiu sobre o outro questionamento: De onde surgiu o mundo? Ela lembrou-se das aulas de religião e pensou: ''o mundo foi criado por Deus'', mas pensou de novo e se perguntou: De onde veio Deus?

Naturalmente para Sofia tudo tem uma causa,para ela, Deus também foi criado, então ficou em dúvida e pensou de novo: haveria de ter uma explicação mais plausível para estas perguntas.

Sofia realmente estava empolgadíssima com as cartas misteriosas, já não conseguia manter a concentração na escola, e tudo o que os professores tinham a ensinar, não eram questões relacionadas ao cotidiano das pessoas.

A partir daí Sofia passou a entenderque as pessoas se preocupavam com coisas banais. Sua colega de escola percebeu a sua indiferença, quando a convidou para jogar baralho e peteca, a resposta de Sofia foi seca: "tenho coisas mais importantes a pensar".

Ao chegar em casa, logo foi correndo para a caixa de correio e lá havia mais uma correspondência endereçada a Hilde Knag, mas aos cuidados de Sofia, cujo remetente é seu pai queestá no Líbano.

Sofia meditou sobre aquela situação, uma carta misteriosa de felicitações por seu aniversario de 15 anos, endereçada a outra menina. Exclamou Sofia: "Que pai em sã consciência faria uma coisa dessas", e ainda remetida a uma menina que ela nunca viu antes.

Realmente aquelas cartas estavam mexendo com o mundo pacato de Sofia, e ela estava certa de uma coisa, o autor das cartasiria se manifestar outra vez. Após chegar da escola, Sofia foi correndo verificar se haviam mais cartas, encontrou mais uma, com seguinte frase: Curso de Filosofia, Maneje com cuidado!

A principal atitude de um filósofo é a admiração sobre as coisas, segundo a narração da carta, o filósofo comparou a atitude de uma criança que se maravilha com muitas coisas, quando vê um cachorro logo diz "au au"com grande entusiasmo, e nós os vividos dizemos, sim, um cachorro, mas fique em silêncio, por favor!

Isto com certeza é a primeira atitude, admirar-se, outro exemplo para classificar a indiferença dos adultos, é a mágica no momento do ápice, pois é o truque onde todos se maravilham e tentam descobrir como foi que o mágico fez aquilo. Logicamente um adulto possui a maturidade o suficiente paraentender que o mágico a iludiu, mas as crianças ficam maravilhadas e admiradas com o coelhinho que saiu da cartola.

(Narração do filósofo)
Vamos começar nosso curso Sofia pela antiga Grécia, mais propriamente pelos mitos. Os mitos eram as histórias dos deuses que explicavam a vida assim como ela é.
Dias depois, chegou outra carta com a seguinte pergunta: Existe uma substância básica a partirda qual tudo é feito? Hoje, Sofia, vamos estudar sobre os filósofos da natureza, esse título sobrevém pelo simples fato de que eles se interessavam pelos processos naturais. O primeiro filósofo de que se tem noticia nessa época se chama Tales, ele considerava que a água é a origem de todas as coisas, o próximo filósofo é Anaximandro, ele dizia que o nosso mundo era apenas um dos muitos mundos...
tracking img