Resumo: a nocao de liberdade e emilio rousseau

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (693 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A NOÇÃO DE LIBERDADE NO EMÍLIO DE ROUSSEAU


■RESUMO: A educação natural de Rousseau é uma tentativa de mostrar como as paixões, se liberadas da deformação provocada pela opinião social, podemser moralmente corretas. Se o Emílio, afirma Rousseau, é um tratado sobre
a bondade natural do homem, esta bondade está fundada sobre a liberdade,
e, sobretudo, sobre a liberdade das paixões.■PALAVRAS-CHAVE: educação, bondade natural, liberdade.

Segundo o autor, ele permite melhor compreender a ordem entre seus escritos e alcançar os princípios fundamentais de seu “sistema”. Aceitando aindicação e o desafio proposto, o presente artigo tem como objetivo reconstruir
argumentos centrais desenvolvidos por Rousseau acerca da constituição da noção de liberdade segundo o Emílio, isto é,segundo as duas etapas que caracterizam o seu conteúdo, a educação pela liberdade e a educação para a liberdade.
Para Pierre Burgelin, é a tarefa mais árdua e demorada, pois repousa “sobre o que há demais íntimo, e talvez de mais rebelde em nós”. A aprendizagem da liberdade, conclui o comentador, “constitui nossa mais autêntica natureza de homem e a mais recôndita.
A proposição que inicia ocapítulo primeiro do Contrato Social, “o homem nasceu livre e por toda parte se encontra sob grilhões” (Rousseau), encontra o seu exemplo no Emílio. Nesse “romance da natureza humana”, Rousseau tem comoobjetivo principal demonstrar que o homem da natureza, “saindo das mãos do Autor das coisas”, difere radicalmente do homem civil, que “nasce, vive e morre na escravidão”. Como se manifesta, pergunta oautor, a liberdade natural do homem? No âmbito físico, ela se identifica com a necessidade natural de movimento, cujos impedimentos à sua satisfação cria obstáculos ao desenvolvimento normal da criançae engendram efeitos físicos nefastos. Se a liberdade é um bem e a necessidade de movimento é a sua primeira manifestação, o uso “desnaturado” (dénaturé) da mesma representaria um excesso...
tracking img