Resumo - racionalidade limitada

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1281 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MOTTA, Fernando C. Prestes; VASCONCELOS, Isabella F. Gouveia de. Teoria Geral da Amidnistração. 3 ed. São Paulo: Cengage Learning, 2006.
Capítulo 4: Os Processos Decisórios nas Organizações e o Modelo Carnegie (Racionalidade Limitada)
4.1 Introdução
O modelo da racionalidade limitada ou modelo Carnegie surge como crítica a racionalidade absoluta subjacente ao modelo econômico clássico (queconfere aos tomadores de decisão a possibilidade de otimizar suas decisões a partir do conhecimento de todas as opções disponíveis). Os estudiosos deste modelo propuseram o conceito de que a racionalidade é sempre relativa ao sujeito que decide, não existindo uma única racionalidade tida como superior.
4.2 O modelo decisório racional da economia clássica
A economia clássica baseia-se em umaconcepção absoluta de racionalidade, no sentido de que pressupõe, por parte do tomador de decisão, um conhecimento absoluto de todas as opções disponíveis de ação. Baseando-se nesse conhecimento e no processamento das informações disponíveis, o tomador de decisão pode pesar todas as opções de ação possíveis e escolher a melhor; esse procedimento de tomada de decisões associa-se à definição da melhormaneira (one best way). O planejamento estratégico antecipa-se à ação, que é estruturada de modo consciente e calculado. De acordo com esse modelo, o processo decisório baseia-se em três etapas:
- Identificação e definição dos problemas a partir de uma análise de oportunidades e ameaças próprias a um ambiente de negócios específicos.
- Elaboração de várias soluções para os problemas identificadosa partir das informações existentes.
- Comparação exaustiva das consequências de cada alternativa de ação seleção das alternativas, decisão e implementação da melhor alternativa de ação possível, de acordo com critérios previamente estabelecidos.
Esse modelo ignora a ambiguidade e a incerteza típica dos processos decisórios nas organizações. Pressupõe que quem toma a decisão necessariamentesaberá definir e escolher a melhor solução possível e ignora aspectos como a existência de conflitos e jogos de poder no processo de tomada de decisão nas organizações. Caso os resultados não ocorram como planejado, não se costuma questionar os pressupostos que embasam o processo decisório, ou seja, o fato de que as decisões tomadas eram efetivamente as melhores. Buscam-se no processo deimplementação da decisão as razões pelo não-atingimento dos resultados desejados, bem como as falhas no sistema operacional para explicar por que, na prática, os efeitos não foram os esperados.
4.3 O modelo da racionalidade limitada
Para o modelo da racionalidade limitada (bounded rationality), também conhecido como modelo Carnegie, o processo decisório é feito de acordo com critérios específicos quelimitam o processo de escolha e o número de alternativas possíveis. Entre as diversas alternativas propostas, uma delas é selecionada de acordo com o critério escolhido. Essa alternativa é considerada satisfatória e aceitável, mas não se trata da melhor escolha possível, uma vez que esta é uma ficção: não é possível otimizar as decisões, dados o altos custos envolvidos no processo decisório e aimpossibilidade de ter acesso a todas as alternativas possíveis.
4.3.1 Aprofundando o conceito de racionalidade limitada
Mesmo que fosse possível ter acesso a todas as informações disponíveis os gerentes e administradores não teriam capacidade cognitiva para processá-las. A capacidade humana de processar informações pode ser aperfeiçoada, mas é limitada e, logo, não é possível escolher a soluçãoideal ou a melhor alternativa, como propõe o modelo da racionalidade absoluta.
4.3.2 Coalizões e jogos de poder
O modelo da racionalidade limitada mostra que os gerentes e tomadores de decisão possuem interesses, preferências e valores diferentes uns dos outros. De acordo com seus interesses políticos, os tomadores de decisão nas organizações formam coalizões e alianças políticas, e as soluções...
tracking img