Resumo psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais - paulo dalgalarrondo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5889 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo
PSICOPATOLOGIA E SEMIOLOGIA DOS TRANSTORNOS MENTAIS – Paulo Dalgalarrondo

1- INTRODUÇÃO À SEMIOLOGIA PSIQUIÁTRICA:
Semiologia: ciência dos signos que estuda a linguagem, música, artes em geral e todos os campos de conhecimento e atividades humanas que incluem a interação e comunicação entre 2 interlocutores por meio de um sistema de signos.
Semiologia Médica: estudo dos sintomas esinais das doenças.
Semiologia Psicopatológica: estudo dos sinais e sintomas dos transtornos mentais.
Signos (tipo de sinal, provido de significação) da psicopatologia: sinais comportamentais, objetivos, verificáveis pela observação direta do paciente e sintomas.
O sintoma psicopatológico pode ser objetivo (observado pelo observador) e subjetivo (descrito pelo paciente). A semiologiatécnica e psicopatológica se divide em:
* Semiotécnica – refere-se a técnicas e procedimentos específicos de observação e coleta de sinais e sintomas, assim como a descrição de tais sintomas.
* Semiogênese – campo de investigação da origem, dos mecanismos, do significado e do valor diagnóstico e clínico dos sinais e sintomas.

2 – DEFINIÇÃO DE PSICOPATOLOGIA E ORDENAÇÃO DE SEUS FENÔMENOSPsicopatologia: conjunto de conhecimentos referentes ao adoecimento mental do ser humano.
O campo da psicopatologia inclui um grande número de fenômenos humanos especiais que se denominou historicamente ‘Doença Mental’. Suas raízes se encontram na tradição médica e humanística que viu na alienação mental ou sofrimento uma via rica de reconhecimento das dimensões humanas.
Aspectos básicos dos sintomaspsicopatológicos:
* Forma (dos sintomas): estrutura básica, relativamente semelhante nos diversos pacientes (alucinação, delírio, idéia obsessiva, labilidade afetiva)
* Conteúdo: aquilo que preenche a alteração estrutural (de culpa, religioso). Diz de algo mais pessoal.

3- OS PRINCIPAIS CAMPOS E TIPOS DE PSICOPATOLOGIA
Descritiva: interessa pela forma das alterações psíquicas, estrutura dossintomas, etc.
Dinâmica: interessa pelo conteúdo da vivência, movimento interno dos afetos, desejos e temores. Sua experiência pessoal, não necessariamente classificável em sintomas predeterminados.
Campos das psicopatologias:
Médica X Existencial
Comportamental-cognitivista X Psicanalítica
Categorial X Dimensional
Biológica X Sociocultural
Operacional-pragmática X Fundamental

4-PRINCÍPIOS GERAIS DO DIAGNÓSTICOS PSICOPATOLÓGICO
O diagnóstico deve ser baseado em dados clínicos (laboratoriais, exames de neuroimagem, testes psicológicos ou neurológicos.) e uma história bem-colhida com um exame psíquico minucioso.
Linhas de raciocínio para o diagnóstico:
* Linha diagnóstica: baseada na cuidadosa descrição evolutiva e atual dos sintomas do paciente.
* Linha etiológica: busca natotalidade de dados biológicos, psicológicos e sociais, uma formulação hipotética plausível sobre os possíveis fatores etiológicos envolvidos no caso.
- É apenas possível com a observação do curso da doença.
- Deve ser pluridimensional (várias dimensões clínicas e psicosociais devem ser incluídas p/ um diagnóstico completo)

5 – CONTRIBUIÇÕES DE ALGUMAS AREAS:
*Do conhecimento à psicopatologia.*Das neurociências. *Da neuropsicologia à psicopatologia. *Psicologia *Filosofia

6 – AVALIAÇÃO DO PACIENTE E FUNÇÕES PSÍQUICAS ALTERADAS
Avaliação do paciente: por meio da entrevista (anamnese e exame psíquico); por meio de exame físico, que pode ser um excelente instrumento de aproximação afetiva, principalmente com pacientes muito regredidos, inseguros e mesmo com pacientes psicóticos.Neurológica: irá notar a presença de sinais neurológicos patológicos e tbm assimetrias (ex. assimetria da força muscular, membros dos reflexos miotáticos profundos e musculocutâneos); diversas alterações sensitivas (tátil, dolorosa, vibratória, térmica); tbm sinais e reflexos neurológicos, ditos primitivos como reflexo de preensão – resposta de flexão dos dedos evocada pelo contato rápido de um...
tracking img