Resumo preconceito linguistico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (567 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RECONCEITO LINGUISTICO
PRECONCEITO LINGUISTICO
Resumo do Bloco 1



“A língua portuguesa falada no Brasil apresenta uma unidade surpreendente”


Marcos Bagno argumenta que estemito é prejudicial à educação porque retira a variabilidade linguística do que é ensinado nas escolas e passa a idéia da existência de uma única língua comum a todos os brasileiros, não se levando emconsideração os múltiplos fatores inerentes a cada grupo da população.
O alto grau de variabilidade e diversidade linguística no Brasil tem como uma de suas causas a injustiça social, geradorade um abismo linguístico entre a norma padrão e não-padrão (que acompanha a maioria dos brasileiros). Assim, se este mito for tido como verdade, haveria, como os sem-terra, os sem-língua, a grandemaioria dos brasileiros que não tem acesso à “norma culta da língua, aquela norma literária, culta, empregada pelos escritores e jornalistas, pelas instituições oficiais, pelos órgãos do poder.”
Aspróprias mensagens enviadas pelo governo são dirigidas à massa em norma culta, o que dificulta sua compreensão pouco habilitada ao reconhecimento das formas de prestígio da língua, excluindo-os,inclusive do acesso das “benesses” públicas. E isto fica evidenciado, também, na própria Constituição que, apesar de igualar todos perante a lei, não os iguá-la quanto à sua legibilidade, constituindoessa mais uma pista da necessidade não de a Constituição ser escrita em língua não-padrão, mas a de que todos os brasileiros tenham o mesmo acesso à norma culta que têm as classes privilegiadaseconomicamente.  
Marcos Bagno finaliza o primeiro mito citando o PCN (Parâmetro Curriculares Nacionais) de 1998, onde se lê, entre outra coisa, o seguinte: “A variação é constitutiva das línguashumanas, ocorrendo em todos os níveis. Ela sempre existiu e sempre existirá, independentemente de qualquer ação normativa”.



Mito n° 2


“Brasileiro não sabe português / Só em...
tracking img